Feminicida é condenado a 16 anos de prisão por morte da ex-companheira

Gedeon Silva de Moraes matou Daiane Oliveira Barbosa com uma facada no pescoço por não aceitar o fim do relacionamento

Daiane Barbosa era vítima de violência doméstica e havia se separado há uma semana

Gedeon Silva de Moraes foi condenado a 16 anos de prisão pela morte de Daiane Oliveira Barbosa. A mulher de 30 anos foi morta com uma facada no pescoço, em 2019, em Confresa (1.160 km de Cuiabá), porque o homem não aceita o fim do relacionamento entre os dois.

Segundo a Promotoria, Gedeon Daiane mantiveram um relacionamento amoroso por aproximadamente sete meses e chegaram a morar juntos. Porém, à época do crime, estavam separados há poucos dias, devido ao comportamento agressivo o rapaz. Inconformado com a separação movido por “ciúme possessivo”, ele decidiu matar a vítima.

A denúncia narra ainda que, no dia do crime, Gedeon se aproveitou do fato de Daiane estar sozinha em casa, invadiu o imóvel e, primeiro apertou o pescoço da mulher com as mãos. Depois, a golpeou com uma faca.

Gedeon fugiu logo após o crime e foi preso na cidade de Santa Terezinha (1300 km de Cuiabá), dois dias depois do assassinato. O homem foi  denunciado por vizinhos do local onde ele estava se escondendo.

LEIA TAMBÉM

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLula volta a falar em proibir armas de fogo no Brasil
Próximo artigoMacri afirma que empresas e profissionais qualificados estão saindo da Argentina