Lula volta a falar em proibir armas de fogo no Brasil

Sem citar dados, o petista garantiu que a medida "evitaria genocídios" no país

(Foto de José Cruz/Agência Brasil)

Durante um discurso de pré-campanha na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, o ex-presidente Lula (PT) voltou a falar em proibir armas de fogo no país. De acordo com ele, e sem citar dados, a medida “evitaria genocídios”.

“O Brasil será um país que quer comprar livro e distribuir de graça e quer proibir a venda de armas e evitar o genocídio”, disse o petista.

Sem operações nas favelas

O petista afirmou também que, caso seja eleito, o Brasil não teria mais operações policiais em favelas e bairros carentes.

“O Estado tem que estar na favela não com polícia, tem que estar na favela com escola. Tem que estar na favela com área de lazer, com centro cultural, com rua asfaltada, água encanada, coleta de esgoto”, continuou Lula.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPM prende homem que matou a mãe asfixiada e conviveu com o corpo
Próximo artigoFeminicida é condenado a 16 anos de prisão por morte da ex-companheira