|Terça-feira, 22 Janeiro 2019
(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Emendas impositivas: Botelho chama Pedro Taques de desleal e deve refazer projeto

Tribunal de Justiça acatou pedido do governo para acabar com emendas que ditavam regras ao orçamento

COMPARTILHECOMPARTILHE

Depois da derrota no Tribunal de Justiça, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), avalia fazer um novo projeto para ressuscitar as emendas impositivas. A ideia é se embasar na legislação federal, aprovada em 2015, que cria as emendas impositivas no Congresso Nacional. A legislação derrubada em Mato Grosso é anterior, aprovada em 2014.

“Como tem que existir isonomia entre federal e estadual, nós vamos refazer esse projeto. Também podemos recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). Vou ver com a Procuradoria qual o melhor caminho”, disse o deputado, nesta sexta-feira (14), em entrevista à rádio Capital FM.

Na quinta-feira (13), os desembargadores acataram uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pelo governador Pedro Taques (PSDB) pedindo a suspensão da eficácia das Emendas Constitucionais número 69 e 71. O tucano já havia conseguido vitória parcial em uma decisão cautelar em novembro de 2015, mas as emendas impositivas haviam sido mantidas.

De autoria do deputado José Domingos Fraga (PSD), a Emenda 69 previa a obrigação do governo de aplicar 1% da receita corrente líquida do Estado de acordo com indicação dos 24 deputados estaduais, criando as chamadas emendas parlamentares impositivas. Já a Emenda 71, de autoria do ex-deputado José Riva, estabelecia regras para execução da Lei Orçamentária Anual (LOA), de modo que o descumprimento levaria o governador a responder por crime de responsabilidade.

“Acho muito equívoco do desembargador falar que deputado está fazendo ingerência no Poder Executivo. Não está fazendo, não, está indicando 1% só da receita corrente líquida. É muito pequeno perto do orçamento do Estado. Não vejo que isso dificulta nada, pelo contrário, ajuda o Estado. Atende às pequenas necessidades dos municípios. Na grandeza do Estado, é feito um planejamento macro. O deputado tem um olhar mais fino, do que aflige a comunidade. As emendas impositivas têm que ser preservadas porque é direito da população”, completou.

Demandas dos municípios

A líder da oposição, Janaina Riva (MDB), que é filha do autor da Emenda 71, também criticou a decisão do TJ, por meio da assessoria.

“Vejo como um retrocesso. O parlamento lutou muito para que os deputados tenham as emendas impositivas. Emendas essas que não são dos deputados na verdade, são dos municípios e atendem exatamente às demandas que muitas vezes o governo do Estado nem sabe que existem. Essa Adin é mais uma prova da falta de compromisso do Pedro Taques com os municípios. E eu não estou falando da baixada cuiabana não, eu estou falando daquelas cidades esquecidas e invisíveis aos olhos do governo. Um absurdo”, declarou.

Falta de pagamento

O descumprimento das emendas impositivas motivou uma queda de braço entre deputados e o governador ao longo de todo o mandato de Pedro Taques. Diversos acordos foram feitos entre governo e parlamento desde 2015 para que apenas uma parte das emendas fossem pagas, mantendo a mesma lógicas de pressão e negociação de governos anteriores.

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

LINKS PATROCINADOS

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Advogada ajuda e família consegue descarte de feto; laboratório doou o serviço
Estudantes de Várzea Grande devem fazer o recadastramento para uso do cartão escolar
Homem agride esposa por causa de torneira aberta, tem convulsão na viatura e ameaça policiais
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Mesmo com plenário invadido, deputados votam projetos nesta terça
Facão no Estado: governador exonera 96 comissionados, mas nomeia 93; veja listas
Janaina é recebida aos gritos de “governadora” e tenta marcar reunião
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Nelore MT afirma que o setor pecuário não suporta novas taxações
Gosta de uva? Governo reajustou preço mínimo da fruta em 11,96%
Exportações do agro em alta de quase 6% ultrapassam US$ 100 bi
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Hermanoteu na Terra de Godah vai virar filme e estreia em dezembro
Marvel permite que paciente terminal assista novo filme dos Vingadores antes da estréia
Atriz de Bebel de A Grande Família afirma que série brasileira é melhor que Friends
Corrupção Economia Eleições Estados Política
BNDES aprova programa de financiamento coletivo para área da cultura
Linhão de Belo Monte volta a funcionar
Promotores ouvem João de Deus pela terceira vez
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Sine oferece mais de 1.177 oportunidades de trabalho em MT
Em busca de novas oportunidades? Confira 14 concursos públicos abertos
Topa encarar desafios e busca oportunidade de emprego? Tem vaga na Stone Cuiabá
X