Vídeo mostra Emanuel Pinheiro dizendo como prefere receber dinheiro

O Jornal Nacional, da TV Globo, exibiu nesta sexta-feira (25/08) mais trechos do vídeo em que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), aparece recebendo dinheiro de Sílvio Corrêa, ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

VEJA A COBERTURA COMPLETA DA DELAÇÃO

O ex-governador afirmou, em sua delação premiada, que pagou mensalinho aos deputados estaduais para que apoiassem o governo na Assembleia Legislativa e entregou à Procuradoria Geral da República (PGR) vídeos que provariam a existência do esquema.

Emanuel Pinheiro era suplente na gestão de Silval Barbosa e se efetivou na cadeira de deputado estadual em 2013, com a saída de dois parlamentares que tomaram posse como prefeitos naquele ano. Em 2014, ele conseguiu se eleger como deputado titular. Em 2016, venceu a eleição para a Prefeitura de Cuiabá e deixou a Assembleia Legislativa.

Confira o diálogo entre Emanuel e Sílvio Corrêa no novo vídeo:

“E aí, como é que ficou?”, pergunta Emanuel.

“Quatrocentos e cinquenta agora, mas tem que trazer uma mochila”, responde Sílvio.

Na sequência, Emanuel dá orientações sobre o recebimento. “O de cem pra mim”, pede.

“Só tem um pacote de cem. Você quer levar um de cem?”, questiona Sílvio.

“Não. Me dá os cinquenta”, responde Emanuel.

“Não dá. Tem vinte aqui já”, diz Sílvio.

“E não tem mais nenhum aí?”, questiona Emanuel.

“Não. Só de vinte”, responde Sílvio.

“Eu levo vinte e você dá trinta pra ele. Feito?”, conclui Emanuel.

Na sequência, Emanuel coloca maços de dinheiro nos bolsos do paletó. Ele até deixa cair um maço no chão e se abaixa para pegar.

Além do prefeito, foram flagrados recebendo dinheiro Luciane Bezerra (PSB), Alexandre César (PT), Ezequiel Fonseca (PP), Hermínio J. Barreto (PR) e José Domingos Fraga (PSD). Todos eram deputados estaduais à época e atualmente apenas Zé Domingos segue no cargo.

Em sua página no Facebook, Emanuel classificou como “totalmente deturpada” a cena exibida no jornal na noite de quinta-feira (24) e disse que não falaria mais por orientação dos advogados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno de Mato Grosso rompe de forma definitiva com o Consórcio VLT
Próximo artigoPara PGR, Blairo é “liderança mais proeminente na organização criminosa”