Médico é acusado de abusar sexualmente de paciente durante consulta em Cuiabá

O médico só parou o abuso quando a paciente ameaçou gritar

Imagem ilustrativa (Foto: Freepik)

Um cirurgião-geral que atende em um hospital na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá, foi acusado nessa quinta-feira (12) de abusar sexualmente de uma paciente durante uma consulta pós-cirúrgica.

Segundo a vítima, de 26 anos, ela passou por uma cirurgia recentemente e, nessa quinta-feira foi passar pelo retorno pós-cirúrgico.

A princípio, a consulta ocorreu normalmente e a jovem precisou deixar à mostra apenas as partes do corpo em que a cirurgia foi realizada.

Depois, porém, o médico questionou se ela havia feito depilação a laser, se doía e, em seguida, se podia ver a depilação. A paciente disse que não.

Mas, mesmo com a negativa, segundo a vítima, o médico abaixou mais a calcinha dela e passou os dedos no órgão sexual dela.

Assustada, ela colocou a roupa às pressas e se sentou. O médico, então, viu a marca de biquíni nas costas da vítima, comentou sobre isso e ficou atrás dela querendo ver o corpo dela.

Para tentar cessar as investidas, a jovem disse que se ele chegasse mais perto iria gritar. Depois disso, o médico passou a agir como se nada tivesse acontecido.

A vítima, então, procurou uma delegacia e denunciou o médico. O caso foi registrado como violação sexual mediante fraude e será investigado pela Polícia Civil.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUniverso Blend chega a Cuiabá com novo conceito de cuidado masculino
Próximo artigo2 mil casos novos e 70 óbitos