Justiça cobra contratação de professor de libras para menino de 10 anos

Criança foi matriculada na escola, mas não tem acompanhamento de profissional

(Divulgação)

O Conselho Tutelar de Barão de Melgaço (121 km de Cuiabá) foi acionado pela Justiça para contratar um professor de Língua Brasileira de Sinais (libras) para um menino de 10 anos.

Patrick Vinícius da Silva Freitas é surdo de nascimento. Ele foi matriculado na escola que atende as crianças da região.

O problema é que ele não está recebendo a educação formal, já que não há o acompanhamento de um professor de Libras.

LEIA TAMBÉM

Em um ofício, o juiz José Antônio Bezerra Filho cobrou a contratação  para atender todas as crianças surdas das comunidades ribeirinhas da região.

A mãe da criança procurou o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) durante a passagem do projeto Ribeirinho Cidadão pelo município.

Para Audicéia Escolástica Silva Luz, 37, o filho terá poucas possibilidades de arrumar um trabalho que não seja o de pescador ou lavrador, caso não tenha o professor de libras.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCine Teatro oferece espaço para gravações de espetáculo e vai disponibilizar catálogo
Próximo artigoUm terço da frota de ônibus deve funcionar em Cuiabá para o transporte de funcionários da Saúde