Dona de cães que assustaram vizinhos diz que eles “nunca avançaram em ninguém”

Mulher foi multada pelo condomínio por deixar cães, confundidos com pit bulls, escaparem

(Foto: Reprodução)

A dona de dois cachorros que circularam soltos em um condomínio de luxo em Cuiabá diz ter autorização, no regimento da propriedade, para a criação dos bichos. Segundo ela, a raça American Bully não está vetada pelas regras condominiais e os animais têm pedigree.

“Eles não oferecem risco nenhum de vida para as pessoas. Tenho uma filha de sete anos e um filho de 10 que convivem com eles dentro de casa. Nunca aconteceu nada. São animais extremamente dóceis”, sustentou a mulher em entrevista ao LIVRE.

LEIA TAMBÉM

Ela preferiu não ser identificada e, sobre o episódio filmado por vizinhos na quarta-feira (29), disse que “aconteceu de [os cães] escaparem duas vezes, mas nunca avançaram em ninguém”.

Os animais foram flagrados por vizinhos em vídeos que circulam pela internet (Foto: Reprodução)

Sobre o medo dos vizinhos de serem atacados, ela ainda afirmou que só ocorreu por causa do desconhecimento sobre a raça, em fase de introdução no Brasil.

Inicialmente, os cães foram identificados como pit bulls. “Mas são American Bully, criados soltos, sem oferecer perigo”, ela garantiu.

Ao LIVRE, a dona dos animais disse ainda que recebeu uma multa da administração do condomínio por causa do episódio e avalia se vai recorrer.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO viés do preconceito na lei: proposta de “licença menstruação” pode elevar discriminação
Próximo artigoCódigo da Vinci virará série com protagonista mais jovem