Decreto muda regras para funcionamento do comércio em Várzea Grande

Na prática, novo decreto apenas estabelece horários para o funcionamento de lojas e empresas que já estavam de portas abertas

Prefeita Lucimar Campos (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O comércio de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, terá novas regras de funcionamento a partir da segunda-feira (18). Na prática, as lojas e estabelecimentos que já estavam com as portas abertas ganharam apenas um horário a ser cumprido.

No documento, a prefeita Lucimar Campos (DEM) estipula o funcionamento do comércio em geral das 8h às 18h. Já mercados, padarias, lanchonetes, bares e restaurantes poderão manter as portas abertas das 6h às 21h.

No mesmo decreto, Lucimar mantém o funcionamento do shopping da cidade entre 10h e 20h, incluindo a praça de alimentação.

Conveniências de bebidas também poderão funcionar entre 6h e 21h, desde que não haja consumo no local.

As “novas” medidas foram tomadas após o aumento dos casos de covid-19 no município. Os números saltaram de 21 para 61 casos em uma semana.

Nesta quinta-feira (14), Várzea Grande registrou a terceira morte pela doença. É o terceiro município do Estado com o maior número de casos, desde o início da pandemia.

“O Poder Público cuida de toda a cidade e, portanto, tem suas obrigações para com a população e com a cidade e temos que manter as coisas funcionando, mas com regras e com rigor na fiscalização”, afirmou a prefeita.

Servidores públicos municipais

Os servidores da Prefeitura de Várzea Grande também terão novo horário de trabalho a partir de segunda-feira. De acordo com o decreto, eles deverão trabalhar das 8h às 13h. No restante do expediente, o trabalho deve ser realizado no sistema home office.

A norma, porém, não se aplica aos servidores da saúde, fiscalização, obras e mobilidade urbana.

Esportes e espaços públicos

A Prefeitura também proibiu a realização de jogos de futebol ou de qualquer outro esporte em campos, quadras e espaços públicos e privados. A lista inclui o Ginásio do Fiotão, o Estádio Municipal “Dito Souza” e outros espaços.

A ideia do Executivo é evitar aglomeração de pessoas.

O decreto não traz mudanças sobre o funcionamento de academias. A cidade é uma das poucas do Estado que liberou o funcionamento delas.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFraude em produção
Próximo artigoBoliviano é flagrado abusando de criança de família que o ajudava

O LIVRE ADS