Liberação de academias é debatida e projeto prevê status de serviço essencial em MT

O setor foi um dos primeiros a parar com a pandemia e, até agora, não tem previsão de retorno

(Foto: Frepik)

Serviço essencial à sociedade. A prática de atividades físicas está perto de ganhar esse título em Mato Grosso. Um projeto de lei nesse sentido está em debate entre a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e Assembleia Legislativa.

Entre os pontos de discussão, duas prioridades: o retorno das atividades de academias e empresas semelhantes – paralisadas devido às medidas de isolamento social para combate ao coronavírus – e uma linha de crédito mais atrativa, que possibilite o acesso de mais pessoas a esse tipo de serviço.

“É um segmento que oferece atividades voltadas à promoção da saúde. São espaços essenciais para a sociedade, por isso precisam ser declarados como prioridade. E esse projeto de lei pretende beneficiar esses empreendimentos, com incentivos para que seus serviços sejam mais baratos e possam ser alcançados por mais pessoas”, defende o secretário Allan Kardec.

LEIA TAMBÉM

No início da semana, Kardec e o secretário adjunto Jefferson Carvalho se reuniram com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), e representantes de academias, escolas de ginástica, natação e Crossfit.

Discutiram, justamente, as dificuldades do segmento durante o período de isolamento social. Um cronograma de retorno das atividades foi debatido. A proposta foi de uma retomada de atividades ao ar livre e de personal trainners, que não realizem atividades em áreas fechadas.

“O setor foi um dos primeiros a ter os serviços suspensos para ajudar a conter a expansão do coronavírus. Estamos trabalhando para encontrar formas de atender as suas reivindicações e buscar recursos para minimizar os impactos econômicos provocados pela pandemia”, explicou Kardec.

Segundo o secretário, o governo vem buscando oferecer o suporte possível, atuando em contato com o Poder Legislativo e com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), além da agência de fomento estadual, o Desenvolve MT.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior5 filmes sensacionais para ver no Dia do Trabalhador
Próximo artigoAutonomia à Polícia Civil