Capitão Óbvio

Com o objetivo de estabelecer regras para um novo concurso público, um curioso Termo de Ajustamento de Conduta foi firmado entre o Ministério Público e a Fundação de Saúde do município de Alto Taquari. Entre outros pontos, o acordo, firmado no dia 20/01, diz que os candidatos que faltarem a “qualquer fase” da seleção serão desclassificados, que as titulações descritas nos currículos terão de ser comprovadas com documentos e que haja critérios claros para a seleção.
O que parece uma obra do famoso Capitão Óbvio tem lá sua razão de ser: em 2016, segundo relatado no TAC, a referida fundação concluiu uma seleção em que candidatos foram aprovados no “fio do bigode”, sem apresentar documentos comprovando a própria qualificação. Em relação a alguns, a confiança foi ainda mais forte: foram aprovados mesmo tendo faltado à segunda fase.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPromotor Marcos Bulhões assume Gaeco com missão de dar continuidade a operações
Próximo artigoEx-prefeito é morto com tiro na cabeça em Confresa

O LIVRE ADS