Redução do ICMS: conta de energia pode ficar até R$ 120 mais barata

Cálculo é feito para consumidores domiciliares e deve ser sentido mais pelas classes C e D. Na média geral, as empresas vão sentir maior alívio

(Foto: Freepik)

A proposta de corte no ICMS sobre a energia elétrica em Mato Grosso poderá representar economia de R$ 80 a 120 no orçamento das famílias a partir de janeiro. A estimativa é feita pelo economista Fernando Henrique de Conceição Dias. 

Ele diz que a energia elétrica deve ser o setor em que empresarias e domicílios sentirão o maior benefício das medidas propostas pelo governo nesta semana. Porém, não é possível dizer que a redução vai puxar a inflação para baixo em 2022. 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) diz que o preço alto da energia elétrica teve o maior impacto no orçamento das famílias brasileiras de janeiro a agosto deste ano.  

LEIA TAMBÉM

Em agosto, ela representou 0,23% da variação de 0,89% nas contas mais caras medidas pelo IPCA-15 (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo). 

“A economia para as famílias vai variar entre R$ 80 e R$ 120, o que vai ser sentido principalmente pelas famílias das classes C e D, e poderia representar mais consumo em outras áreas. Mas o impacto maior vai ser para as empresas, que gastam mais energia. É bom ponderar que esse corte não significa que não poderemos entrar numa crise hidrelétrica”, afirmou. 

A proposta do governo estadual é baixar a cobrança do ICMS dos 25% cobrados hoje para 17%, a partir de 1º de janeiro. A modificação representa corte de 39% na taxação.  

O cálculo feito para casas que consomem 400 kWh ao mês é o seguinte: o valor da fatura com o percentual de hoje é R$ 378,70, sendo R$ 94,67 de imposto. Com a redução, a fatura cairia para R$ 342,20 com ICMS de R$ 58,17. 

Para os clientes com consumo de 1000 kWh ao mês, a fatura passaria de R$ 972,68 para R$ 855,49. No primeiro cenário, o ICMS representa R$ 262 da fatura e no segundo, R$ 145. 

Conforme a concessionária Energisa, de julho de 2020 a julho de 2021, o consumo médio de energia elétrica em Mato Grosso ficou em 225 kWh nas residência e, nas contas  comerciais, em 933 kWh. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior30 milhões de brasileiros: você conhece todos os tipos de vegetarianos?
Próximo artigoConfira como será a vacinação em Cuiabá neste sábado