Recém-eleito governador, Mauro Mendes coordena a própria transição

Mauro pede à bancada federal emendas para hospitais regionais de MT

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O futuro governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), coordena a equipe da própria transição, na fase inicial. Mauro disse a interlocutores que ele mesmo quer se inteirar dos números e da situação do Estado, para ir compartilhando as informações com os grupos de cada área específica. Eleito neste domingo (7), no primeiro turno, contra o atual governador, Pedro Taques (PSDB), Mauro toma posse e dá início efetivamente ao governo em janeiro de 2019.

Fazem parte da equipe de transição o futuro vice-governador, Otaviano Pivetta (PDT), o senador Cidinho dos Santos (PR), coordenador-geral da campanha, e três ex-secretários da gestão de Mauro na Prefeitura de Cuiabá: o deputado federal Fábio Garcia (DEM), que foi titular da pasta de Governo, Pascoal Santullo, que comandou a Gestão e a Fazenda, e o vereador Gilberto Figueiredo (PSB), que foi secretário de Educação.

Mauro já deu início ao trabalho de transição e se reuniu com a bancada federal nesta segunda-feira (8), em Cuiabá, para pedir que os deputados e senadores incluam emendas para atender hospitais regionais e pontes no Orçamento Geral da União (OGU) 2019. Ele deve apresentar propostas também para o orçamento estadual, em tramitação na Assembleia Legislativa.

Equipe de Pedro Taques

A equipe do atual governador, Pedro Taques (PSDB), está sob coordenação do secretário-chefe da Casa Civil, Ciro Rodolpho Gonçalves. Os outros nomes ainda não foram divulgados. Um decreto deve ser publicado nos próximos dias com a composição do grupo, dando início oficialmente ao período de transição.

Em nota, o Gabinete de Comunicação (Gcom) afirmou que “todos os dados da administração atual serão colocados à disposição da comissão de acordo com a demanda e disponibilidade”. O próximo governo se inicia efetivamente em janeiro de 2019.

Ainda não há reunião agendada entre as equipes do atual e do futuro governo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEleitor que não votou tem 60 dias para justificar ausência
Próximo artigoDólar cai 2,35% e recua a R$ 3,76; Bovespa sobe 4,57%

O LIVRE ADS