Macron “surfa nas cinzas da Amazônia” e quer impor “barreira verde”, diz Mauro Mendes

O governador defendeu mudanças na comunicação sobre os incêndios na Amazônia

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) externou ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) sua preocupação com o comércio exterior depois das queimadas e o aumento do desmatamento na Amazônia. Mauro propôs “por o dedo na ferida” em relação ao tema e melhorar a comunicação com o mundo sobre as queimadas na Amazônia.

Durante reunião entre o presidente e os governadores dos estados que compõem a Amazônia Legal, Mauro destacou que Mato Grosso é o maior produtor do país e ficou preocupado com os dados do desmatamento e com a que classificou de “guerra de comunicação” que foi gerada depois do episódio.

Mendes criticou o presidente da França, Emmanuel Macron, dizendo que ele “surfa nas cinzas da Amazônia”. Para Mauro, o presidente da França aproveita o episódio para colocar “barreira verde” aos produtos do Brasil.

O governador de Mato Grosso ainda falou sobre as áreas indígenas do Brasil. Segundo o democrata, há mais de 20 anos se fala em riquezas nas áreas indígenas do Brasil e que “tirar essa riqueza” não destruiria 5% das áreas. O gestor defendeu que é preciso ter coragem de fazer as mudanças necessárias.

Em resposta ao governador, o presidente Jair Bolsonaro criticou a imprensa brasileira, disse que o Jornal Nacional, em 26 de agosto, foi “vergonhoso e serviu aos interesses estrangeiros”.

O presidente disse que três unidades de conservação em Mato Grosso estão com os estudos prontos e que depende de decisão do presidente. Segundo Bolsonaro, a criação das Unidades de Conservação poderia inviabilizar Mato Grosso.

Inovação nas aldeias

Mauro Mendes disse ainda que índios parecis plantaram 10 mil hectares de soja em Mato Grosso.

“Estão extremamente felizes. A Funai os autorizou a plantar soja, mas o Ibama foi lá e deu uma multa bilionária [quase R$ 130 milhões, na verdade]. É preciso ter a coragem de debater e reescrever alguns marcos jurídicos neste país”, defendeu o governador.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Participei hoje em Brasília da reunião com o presidente Jair Bolsonaro sobre a situação das queimada na Amazônia. Defendi que sejam realizadas parcerias em ações que combatam o desmatamento ilegal, porque temos a certeza que ninguém aqui coaduna com a atividade ilegal. Também defendi que os recursos para o combate aos incêndios florestais sejam compartilhados com os Estados. Pois nós conhecemos a realidade local, o que facilita o trabalho das equipes na contenção e eliminação dos focos de incêndios e também no combate aos incêndios. Outro ponto que abordei na minha fala ao presidente foi que precisamos construir uma comunicação eficiente sobre o país tanto internamente como externamente, principalmente, porque o país depende do agronegócio e do comércio com outras nações do mundo. Sobre a questão indígena reforcei o que já tenho defendido aqui no nosso Estado, que de 2 a 5% dos territórios indígenas possam ser utilizados pelos povos indígenas para produzir riquezas, como a exemplo de tribos em Mato Grosso que plantam soja, em menos de 2% da área da reserva. Não podemos ter uma casa que tem um quadro na parede que vale milhões e os filhos passando fome. . #Queimadas #Desmatamento #Amazônia #MatoGrosso #DesmatamentoIlegal #MeioAmbiente #Sema #ImagensPlanet #CrimeAmbiental #Ibama #BatalhãoAmbiental #REM #KFW #ProduçãoSustentável #Preservação #MatoGrosso #ConsciênciaAmbiental #Alemanha #ReinoUnido #Germany #GreatBritain #PrayforAmazonia #PrayforAmazon #PrayforAmazonas #Amazon #AmazonForest #Brasil #Brazil #ActForTheAmazon @alemanhanobrasil @cultura.francesa.no.brasil @cancilleriacol @onubrasil @unitednations

Uma publicação compartilhada por Mauro Mendes (@mauromendesoficial) em

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPoliciais salvam recém-nascida de seis dias afogada com o próprio vômito
Próximo artigoVídeo | Motorista para pra mulher atravessar e ela é atropelada por moto