Incêndios florestais: Governo de MT oferece um salário mínimo para contratar brigadistas

Edital prevê jornada de trabalho de 40 horas semanais e outras exigências. Inscrições vão até a quinta-feira (15)

(Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso abriu inscrições para a contratação de 100 brigadistas florestais temporários. São pessoas dispostas a atuar no combate aos incêndios florestais de 2021. As inscrições são gratuitas.

O edital prevê a jornada de trabalho de 40 horas semanais, com remuneração de um salário mínimo. O documento também cita exigências para ocupar o cargo.

  • Ser alfabetizado;
  • Ter no mínimo 18 anos de idade e no máximo 60 anos
  • Cumprir a jornada de trabalho em horários, turnos e escalas definidos
    pelo Corpo de Bombeiros;
  • Respeitar a hierarquia de comando do Corpo de Bombeiros;
  • Conduzir a viatura destinada aos trabalhos da brigada, quando necessário;
  • Atender às convocações para atividades fora da sua área de lotação, quando
    necessário.

LEIA TAMBÉM

As vagas serão distribuídas em 11 cidades de Mato Grosso: (10) Alto Paraguai, (8) Barão de Melgaço, (8) Barra do Garças, (10) Chapada dos Guimarães, (8) Cuiabá, (10) Nobres, (10) Novo Santo Antônio, (10) Poconé, (8) Porto Esperidião, (8) Santo Antônio de Leverger e (10) em Vila Bela da Santíssima Trindade.

As inscrições devem ser realizadas presencialmente, das 8h às 12h e das 14h às 18h, nos endereços citados para cada município. Veja a lista aqui.

(Foto: ICV/Reprodução)

Cenário crítico…

Ao todo, o Governo de Mato Grosso pretende contar com 89 brigadas de combate e prevenção aos incêndios florestais em um cenário considerado crítico. É o que aponta o mapeamento realizado pelo Instituto Centro de Vida (ICV).

A maior parte dessas brigadas é do Corpo de Bombeiros, com 49 unidades instaladas, seguido pelas brigadas do Ibama/Prevfogo, que são 11.

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que Mato Grosso já lidera o ranking de Estado com maior número de focos de incêndio no Brasil.

Foram mais de 3,3 mil focos de calor registrados de janeiro a maio de 2021.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresária baleada por Muvuca recebe alta do hospital
Próximo artigoPadrasto é detido por agredir enteado a ponto de deixá-lo com hematomas nas costas