Heroína e influencer: Instagram de cadela-bombeira exibe rotina de salvamentos

Muita fofura passando na sua timeline: esta doce guerreira participou das buscas em Brumadinho e auxilia a Polícia Civil e Bombeiros em Mato Grosso

Mel Bombeira é uma cadelinha que além de heroína, agora é influencer digital. Em um perfil no Instagram seu tutor, o soldado bombeiro Fernando Almeida, 28 anos e a mulher, a cientista de alimentos Bruna Sumenssi Xavier, 24, publicam registros do cotidiano de treinamentos e salvamentos.

Segundo Almeida, não é comum um cão de resgate do Corpo de Bombeiros Militar ter conta nas redes sociais, mas a repercussão sinaliza que há curiosidade e encantamento no universo da doce guerreira.

“Não é habitual, mas em Santa Catarina, por exemplo, já tem. E por aqui, a ideia surgiu para mostrar à comunidade que a Mel existe, um cão de resgate, que tem dois prêmios nacionais, duas certificações, e que trabalhou 30 dias em Brumadinho”.

O perfil foi criado em março deste ano e, sem impulsionamento de publicações, Mel já conquistou 1500 seguidores apaixonados pelo trabalho dela.

A cadela labradora é a única treinada para resgate do Comando Reginal II – Rondonópolis (220 km de Cuiabá), mas mora em Jaciara (150 km da Capital), na casa do tutor.

Um presente certeiro

Mel foi enviada para Jaciara como uma doação ao Corpo de Bombeiros quando tinha apenas quatro meses. O soldado Almeida ficou responsável por ela e a levou para casa, onde ela é considerada membro da família. Ela foi o primeiro cão do bombeiro, que está há cinco anos na corporação.

Aos quatro anos, Mel é “operante”, ou seja, certificada pela Liga Nacional de Bombeiros (LIGABOM). “Mel é certificada para busca urbana e rural e, para isso, foi submetida a uma prova onde ela e o tutor foram avaliados na busca, obediência e destreza”.

Agora, diariamente ela passa por treinos físicos, como corrida, retriever com bola e natação. Além disso, uma ou duas vezes por semana ela faz o treino de busca, tanto de vítima viva, como de cadáver.

Pronta para ajudar

Ao todo, Mel já participou de cerca de 12 ocorrências em Mato Grosso, sendo que só na última semana ela participou de duas.

Ela é treinada para a técnica de venteio, quando o cão faz a busca sem odores de referência, sinalizando para qualquer pessoa que esteja perdida no local, não precisando do cheiro de uma vítima específica.

Em suas ações, ela já localizou vítimas vivas, em óbito e até mesmo pessoas submersas.

E Mel ainda é requisitada como apoio à Polícia Judiciária Civil quando solicitada. Especialmente neste ano, Mel fez parte de uma grande ação. Ela foi enviada para Brumadinho, onde ficou 30 dias. Lá, encontrou um corpo inteiro submerso, indicando o local para escavação, além de mais alguns segmentos.

Leia também:

Bombeira e influencer digital

Desde que Mel se tornou uma heroína dos bombeiros, empresas da cidade já começaram a ajudar em sua criação, mas depois que ganhou um perfil no Instagram, ela ganhou ainda mais apoio.

“Hoje a Mel conta com parceiros aqui na cidade, que ajudam com medicamentos, alimentação, veterinário. Pessoas que abraçaram a Mel e veem a importância de um cão de resgate”, contou o soldado Almeida.

 

Segundo o bombeiro, há pessoas se dispondo a ajudar até nos treinamentos dela. E hoje Mel é seguida e admirada por milhares de pessoas.

“Tentamos mostrar o dia a dia da Mel no Instagram. Aí a população consegue ter um vislumbre de como um cão de resgate vive. A mel não é um cão pet, logo, ela tem alimentação controlada, só come ração, 300 gramas diárias. Tem os treinos. A rotina dela é diferente de um cão pet de casa comum”, disse o bombeiro.

Leia também:

Admirada pela população, em breve ela se tornará também exemplo para um amigo cão, visto que os bombeiros de Jaciara começarão o treinamento de outro cão. Mas, independente da futura companhia canina, Mel seguirá a postos para quando a população precisar de sua ajuda.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS