Eleição para deputado muda a composição da Câmara de Cuiabá em 2019

Dois foram eleitos e não irão completar o mandato até 2020

A eleição do último domingo (7) para deputado estadual vai mudar a composição da Câmara de Cuiabá a partir do ano que vem. Dos oito vereadores que disputaram uma vaga na Assembleia Legislativa, dois foram eleitos e não irão completar o mandato até 2020, sendo eles Elizeu Nascimento (DC) e Paulo Araújo (PP).

Nascimento conquistou a 12ª melhor votação para deputado estadual, ao totalizar 21,3 mil votos, e Paulo Araújo teve 11,6 mil. No lugar deles no Legislativo municipal, assumem os suplentes Clebinho Borges (DC), que recebeu 1,5 mil votos em 2016, e Luis Cláudio (PP), que obteve 2.4 mil.

Antes deles, os últimos vereadores por Cuiabá a serem eleitos deputados estaduais ainda no exercício do mandato haviam sido Chica Nunes (DEM), Walter Rabello (já falecido) e Guilherme Maluf (PSDB), em 2006.

Embora tenham tido mais votos que o colega progressista, Toninho de Souza (PSD) e Juca do Guaraná Filho (Avante), que conquistaram 17,1 mil votos e 15,9 mil, respectivamente, não conseguiram assegurar a vitória.

Também foram derrotados na disputa ao Legislativo estadual os vereadores Lilo Pinheiro (PRP), que recebeu 11,5 mil, o Sargento Joelson (PSC), que teve 10,9 mil, Mario Nadaf (PV) com 9,1 mil, e Dilemário Alencar (Pros), que conquistou 8,8 mil votos.

Inicialmente, 9 dos 25 parlamentares eleitos por Cuiabá estariam nas eleições deste ano. O nome do Dr. Xavier (PTC), por sua vez, foi retirado da disputa à Câmara Federal em retificação da ata da convenção partidária registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVice-governador eleito, Pivetta diz que Taques deixa MT pior do que recebeu
Próximo artigo“Convivo com uma ferida aberta”, diz mãe que perdeu os filhos em incêndio