Deputados de MT poderão gastar quase R$ 12 mil a mais com funcionários

Verba de gabinete foi reajustada de R$ 79,8 mil para R$ 91,6 mil para cada parlamentar, e custo de nova despesa deve chegar R$ 3 milhões

(Foto: JL Siqueira / ALMT)

Deputados estaduais terão este ano R$ 11,8 mil a mais por mês para gastar com contratações para seus gabinetes. O volume das despesas, no último ano de mandato e também de várias campanhas eleitorais, passou de R$ 79,8 mil para R$ 91,6 mil. 

O reajuste foi autorizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Max Russi (PSB). O dinheiro será para a contratação de funcionários comissionados e terá aplicação para a todos os níveis de gestão. 

Os gastos da presidência e da primeira secretária com funcionários técnicos terão aumento na casa dos R$ 280 mil. O limite passou de R$ 1,93 milhão para R$ 2,21 milhões. 

LEIA TAMBÉM

A autorização de mais dinheiro para os gabinetes parlamentares vai representar ao fim do ano nova despesa em torno R$ 3,3 milhões, se somados os gastos mensais dos 24 deputados. 

Já o valor global dos gastos de gabinete, de R$ 91,6 mil, deve ultrapassar a casa de R$ 26 milhões no encerramento de 12 meses. O Orçamento estadual 2022 foi fechado com uma cifra de R$ 583 milhões para a Assembleia Legislativa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCâmara remota
Próximo artigoDurante roubo a residência, ladrões obrigam vítima a fazer pix de R$ 60 mil