Defesa civil alerta para baixa umidade do ar e tempo seco na Capital

OMS alerta que a partir de 30% da umidade relativa do ar já pode ser considerado estado de atenção

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Defesa Civil de Cuiabá orienta a população a se resguardar durante o período de baixa umidade relativa do ar. Embora o índice tenha atingido a marca de 11%, apenas em um dia durante o mês de julho, a Prefeitura não descarta o estado de alerta aos munícipes, já que para o mês de agosto a umidade relativa deverá manter-se entre 20% e 12%.

Nesta sexta–feira (03), por exemplo, a massa de ar seco que cobre quase todo o estado de Mato Grosso garantiu uma tarde de sol forte e calor em Cuiabá. Os termômetros indicam 26 graus, onde a umidade relativa do ar está em torno de 59%.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), um indicador a partir de 30% da umidade relativa do ar já pode ser considerado estado de atenção. Abaixo dos 20% é considerado estado de alerta e menos de 12% estado de emergência.

De acordo com a Defesa Civil, apesar da chegada de uma nova frente fria – esperada para a próxima segunda-feira (06) – e da entrada de ar polar, não há previsão de chuva. Para o diretor de Proteção e Defesa Civil do Município, Paulo Wolkmer, é fundamental ficar atento às quedas deste índice, considerando as indicações necessárias para a preservação da saúde.

“Cuiabá tem previsão de chuva, apenas na primeira quinzena de setembro. Com a umidade em estado de alerta, a população deve seguir todas as diretrizes já determinadas, suprimindo os exercícios físicos e trabalhos pesados ao ar livre entre os horários das 11h e 15h”, alertou o diretor.

“Com o índice alcançando 12% para menos, as circunstâncias são ainda mais delicadas e em casos dessa natureza as restrições incluem também a possível interrupção imediata de toda e qualquer atividade externa entre às 13h e 15h. Estas recomendações, quando seguidas, vão permitir que este período mais sensível vivido pela Capital possa ser enfrentado com maior tranquilidade por nossa população”, finalizou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApós pedido de vista, esposa de conselheiro é nomeada assessora na AL
Próximo artigoUm cargo na faixa, outro na urna