Câmara vai seguir Assembleia e centralizar sessões em um único dia

Requerimento foi apresentado pelo vereador Toninho de Souza, em sessão desta quinta-feira

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Câmara Municipal de Cuiabá optou por seguir o procedimento adotado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e centralizar as duas sessões ordinárias semanais em um único dia. O pedido foi feito em tribuna pelo vereador Toninho de Souza (PSDB), na manhã desta quinta-feira (16) e aprovado pela maioria dos vereadores.

Em sua fala, Toninho de Souza – que é candidato a deputado estadual – lembrou ao presidente da sessão, vereador Renivaldo Nascimento (PSD), que a Assembleia Legislativa já adotou o procedimento, no dia 16 de julho, a fim de “liberar” os deputados para a campanha eleitoral, que iniciou, oficialmente, nesta quinta-feira. Na casa estadual, 20 dos 24 deputados vão na busca da reeleição e um busca vaga como deputado federal.

Já na Câmara de Cuiabá, nove vereadores estão na disputa pelo cargo de deputado estadual. Dessa forma, o vereador pediu que a Câmara adote a mesma medida da AL e concentre as sessões em um único dia. O vereador Wilson Kero Kero (PSL) informou que já havia solicitado junto à presidência a mesma medida.

“Se houver necessidade, a gente fica o dia inteiro aqui debatendo. Mas que seja concentrada em um dia inteiro, para dar condição a quem está no pleito eleitoral para que possa participar sem prejuízo à sessão e à Câmara Municipal”, chegou a observar Toninho de Souza.

Ao final da plenária, o requerimento foi colocado em votação e aprovado pela maioria dos vereadores. Ficou acordado que as sessões serão concentradas às terças-feiras.

Atualizada às 17h.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTaques promete manter MT Escola e Vem Pra Arena, mas nada fala sobre museus
Próximo artigoCelular roubado levou à prisão de assassinos de funkeiro no Rio

O LIVRE ADS