Calor extremo pode matar? Regiões de MT recebem alerta vermelho

Até a sexta-feira (9) quem vive na região Centro Oeste e no Tocantins precisa de cuidado redobrado. Veja algumas dicas

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O calor não tem dado trégua em boa parte do país. Em Cuiabá, 2020 já é o ano mais quente da história. Com a onda de calor extremo, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta vermelho e destaque para o risco de morte.

O alerta vale até a próxima sexta-feira (9) para toda a região Centro Oeste e para o Tocantins. Nesse período, segundo o Instituto, as temperaturas registrarão 5ºC acima da média na região. O risco é de hipertermia, quando a temperatura corporal se eleva.

LEIA TAMBÉM

O dano mais severo inclui a formação de coágulos no cérebro e danos no abastecimento de sangue dos órgãos vitais. É a resposta do corpo que desvia o fluxo sanguíneo para refrescar a pele. Em dias muito quentes, os principais impactos sobre a saúde também são:

1. Estresse térmico

É o resultado de sobrecarga de calor no corpo. Sinais de estresse térmico podem incluir temperatura do corpo acima de 40º, perda completa ou parcial de consciência e/ou capacidade mental reduzida.

2. Exaustão

Causado pela perda excessiva de água e sal. Os sintomas podem incluir a transpiração, fraqueza, tonturas, náuseas, dor de cabeça, cãibras musculares e diarreia.

3. Desmaios

Causados pela perda de fluidos do corpo através do suor e pela diminuição da pressão do sangue devido ao acúmulo de sangue nas pernas. Os sintomas incluem tontura temporária e desmaios resultantes de um fluxo insuficiente de sangue para o cérebro, enquanto a pessoa está em pé ou sentada.

Para se proteger as recomendações são:

  • Evite a exposição direta ao sol, em especial, entre às 10 e às 16 horas.
  • Use chapéus e óculos escuros (especialmente para pessoas de pele clara). Proteja as crianças com chapéu de abas.
  • Use roupa solta, de preferência de algodão, e aplique sempre protetor solar.
  • Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais à sombra, frescos e arejados.
  • Aumente a ingestão de água ou de sucos de frutas naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede.
  • Evite bebidas alcoólicas e com elevado teor de açúcar.
  • Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorManobra virtual
Próximo artigoCandidatos a prefeito em Cuiabá estão sem caixa de campanha