Bolsonaro volta à divisa de MT para participar da entrega da BR-163

Evento está programado para o dia 14 e vai inaugurar os quilômetros finais de asfaltamento da rodovia

Tchélo Figueiredo/Casa Civil

O presidente Jair Bolsonaro estará novamente na divisa de Mato Grosso na próxima sexta-feira (14). Ele vai participar da entrega do último trecho de asfaltamento da BR-163 na fronteira do Estado com o Pará.

O evento será realizado na Serra do Cachimbo, base aérea no Sul do Pará.

A presença do presidente foi confirmada em anúncio nessa quinta-feira (6) pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi).

É a segunda visita “geminada” de Bolsonaro a Mato Grosso. A primeira ocorreu em junho do ano passado, quando ele participou do lançamento do projeto ambiental “Juntos Pelo Araguaia”. Na ocasião, o ato foi realizado em conjunto com o Estado de Goiás.

A assessoria do governo de Mato Grosso confirmou que recebeu a informação sobre a agenda de Bolsonaro, mas que ainda não recebeu convite oficial para participação.

A segunda visita do presidente ocorre em clima menos confortável que a primeira, no tocante à sua relação com o governador Mauro Mendes (DEM). No evento no Araguaia, houve muitas fotos, gestos populares de afeto e discurso alinhado sobre as ações de exploração ambiental.

Dessa vez, existe certo incômodo entre por causa de críticas mais duras do governador a atos do governo federal. Na semana passada, Mendes criticou o ministro da Economia, Paulo Guedes, pela falha no cumprimento da transferência de R$ 500 milhões do Fundo de Auxílio de Fomento à Exportação (FEX), previsto o fim do ano passado.

Um pouco mais tarde, em tom irônico, disse que iria à Brasília para buscar sincronismo entre a União e o governo do Estado, para continuar a análise das obras do VLT. Mendes disse que a constante de troca de secretários de Mobilidade Urbana é o que atrasa o cronograma.

As críticas não foram bem recebidas por Bolsonaro.

Conclusão de rodovia

Iniciada na década de 1970, a BR-163 está completamente asfaltada entre Sinop e Miritituba (PA). O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Exército Brasileiro concluíram as obras em 51 quilômetros, entre Moraes Almeida e Novo Progresso, trecho que faltava para interligar, definitivamente, os dois Estados.

A BR-163 nasce no Rio Grande do Sul, atravessa o Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e termina em Santarém, no Pará.

A conclusão da obra é projetada como melhoria no escoamento de grãos que saem do centro do país, principalmente de Mato Grosso, até os portos do Pará, com destaque para Miritituba, que integra o chamado “Arco Norte da Logística”.

Além do asfaltamento, a rodovia teve manutenção de 1,3 mil quilômetros de asfalto entre Sinop (MT) a Santarém (PA).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDono de hotel é acusado de agredir e ameaçar funcionário com arma
Próximo artigoMais uma comissão