Após suspeita de fraude, governo de MT anuncia nova licitação para o transporte intermunicipal

Empresários teriam pago a políticos para continuar explorando a linha que já atuavam

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

A Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra) revogou parte do processo de licitação para exploração de transporte intermunicipal em 60 municípios de Mato Grosso por suspeita de fraude no processo.

O cancelamento, anunciado esta semana, ocorreu após a Operação Rota Final, deflagrada pelo Ministério Público por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) para investigar a existência dos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e fraude à licitação na concessão do transporte intermunicipal.

Naquela ocasião, a suspeita recaiu sobre políticos e empresários, entre eles o deputado Dilceu Dal Bosco (DEM) e o ex-deputado Pedro Satélite.

Leia também:

Empresários teriam pago propina para permanecerem explorando as linhas (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Quais linhas terão a licitação cancelada

O cancelamento no processo abarca quatro mercados intermunicipais nas regiões de Barra do Garças, São Félix do Araguaia, Alta Floresta e Sinop. A previsão da Sinfra é que o novo certame seja lançado até o fim do ano. 

A licitação desses mercados está suspensa desde o final do ano por ordem do desembargador do Tribunal de Justiça, Marcos Machado. Ele determinou a paralisação com base nas investigações da primeira fase da Operação Rota Final. 

Quatro empresas que participavam do certame são investigadas: Viação Araés Ltda – EPP, Rio Novo Transportes e Turismo Ltda, Áries Transportes Ltda e AM Transportes e Turismo Ltda.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCopa América: setores econômicos acreditam que evento trará visibilidade e lucro
Próximo artigoR$ 6,3 mil via PIX