Copa América: setores econômicos acreditam que evento trará visibilidade e lucro

Seleções ficarão hospedadas no Gran Odara, Deville e Holiday Inn. Parte do staff também deve ficar no Hotel Paiaguás

(Foto: HotéisMT/Reprodução)

Líderes de entidades ligadas ao setor de Turismo estão entusiasmados com as perspectivas de ganhos durante a Copa das Américas, que terá o primeiro jogo em Cuiabá neste domingo (13), na Arena Pantanal.

Enquanto a presidente do Sindicato das Empresas de Eventos de Mato Grosso, Alcimar Moretti, visualiza a divulgação do potencial turístico do Estado, o presidente do Sindicato Intermunicipal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de Mato Grosso (SHRBS-MT), Luiz Carlos Nigro vê uma resposta mais imediata, com o reaquecimento de algumas atividades.

“Faz tempo que não tínhamos um movimento tão bom no setor de hotelaria. E não é só a hotelaria que ganha, empresas de aluguel de vans ganham, de turismo, taxistas, recepcionistas de eventos, vários profissionais contratados, organizadores. Vai movimentar toda uma cadeia que faz girar a economia. E claro, seguindo à risca todos os protocolos de biossegurança exigidos”, ressalta Nigro.

Luis Carlos Nigro diz que efeitos serão imediatos. (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

As seleções ficarão hospedadas no Gran Odara, Deville e Holiday Inn. Parte do staff também deve ficar no Hotel Paiaguás.

Rígido protocolo de biossegurança

Pela primeira rodada da Copa América, fase de grupos, Colômbia e Equador se enfrentam neste domingo (13.06), às 20h (horário de Cuiabá), na Arena Pantanal. As equipes desembarcaram na noite de sexta-feira (11), no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, sob um forte esquema de segurança.

Todas as partidas (serão cinco jogos na Arena Pantanal) ocorrerão sem público, por conta dos protocolos de biossegurança para conter a disseminação do coronavírus.

Os profissionais que trabalharão dentro da Arena Pantanal, seja na organização da Copa América ou na cobertura do evento terão que passar por testes de Covid-19 a cada 48 horas, tendo jogo ou não, até o fim dos jogos em Cuiabá.

Leia também:

(Com informações da Assessoria)

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMeninos negros são maioria no trabalho infantil, afirma secretário
Próximo artigoApós suspeita de fraude, governo de MT anuncia nova licitação para o transporte intermunicipal