Após almoço às escuras e gratuito, Restaurante Universitário não irá servir jantar

As unidades da Casa do Estudante do Jardim Itália e Campus Cuiabá também estão sem energia

Restaurante Universitário após corte de luz (Foto: Suellen Passetto/ O LIVRE)

Estudantes e servidores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foram surpreendidos com o corte de energia no Campus Cuiabá pouco antes do almoço. O Restaurante Universitário (RU) funcionou, mas na escuridão e com a catraca livre – eles não precisaram pagar pela refeição.

A reportagem do LIVRE esteve no local por volta das 11h30.

Para o jantar, no entanto, o Restaurante Universitário não irá funcionar. É o que diz um comunicado fixado nas portas do local. A empresa Novo Sabor, responsável pelo fornecimento da alimentação à UFMT, confirmou a informação.

A reportagem também tentou contato com a supervisão do RU e assessoria de imprensa da UFMT, mas as unidades não atenderam o telefone no período vespertino do expediente.

A UFMT teve o fornecimento de energia elétrica interrompido na manhã desta terça-feira (16), devido à falta de pagamento de seis contas – quatro delas datadas ainda do ano passado. Conforme informações da Associação dos Docentes da UFMT (Adufmat), os campi de Sinop e Araguaia também já estão sem energia.

Desde o contingenciamento de 30% no orçamento da UFMT, anunciado pelo governo federal, a reitoria da universidade vem afirmando que teria dinheiro suficiente para bancar as despesas somente até julho.

A Universidade conta com aproximadamente 30 mil alunos, sendo 12 mil no campus de Cuiabá, onde são servidas cerca de 5 mil refeições diariamente.

Casa do estudante sem luz 

Uma equipe da Energisa realizou o corte de energia na CEU Itália por volta das 13h30 (Foto: Reprodução)

Não só a casa do estudante do Campus Cuiabá, mas a moradia estudantil do bairro Jardim Itália também ficou sem luz nesta terça-feira (16). Atualmente, só a unidade externa possui cerca de 30 moradores.

Os estudantes foram surpreendidos por uma equipe da Energisa que cortou a energia do local por volta das 13h30. De acordo com o estudante de História, Bruno Henrique, morador da CEU Itália, os estudantes não foram notificados e ainda estão sem informação da instituição.

A maior preocupação dos alunos assistidos pela UFMT é a alimentação. “A gente deve se organizar nas próximas horas para ver com a pró reitoria o que é possível fazer. Não dá pra estudante ficar sem comer”, afirma Bruno.

LEIA MAIS:
Sem energia, hospital veterinário da UFMT é desocupado
Bloqueio na Educação: UFMT é alertada sobre corte no fornecimento de energia
Pesquisas em risco: professores da UFMT vivem incerteza sobre fornecimento de energia
UFMT: cursos de pós-graduação perdem bolsas e universidade só paga contas até junho

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAplicativo do Nota MT disponibiliza CPF em formato de código de barras
Próximo artigoBrasileiros criam petição para ter Agostinho Carrara em GTA 6

O LIVRE ADS