Sesi-MT inicia campanha de vacinação contra a gripe H1N1 dia 10

Serviço também estará disponível para o público em geral, empresas não-indústrias e não-associadas ao Sesi no Estado

Foto: Secom-MT

A fim de garantir a proteção contra as formas graves da H1N1 e para contribuir na avaliação de saúde de problemas respiratórios que possam caracterizar a Covid-19, o Sesi MT iniciará a campanha de vacinação contra a gripe no dia 10 de abril para as indústrias, seus trabalhadores e dependentes.

Conforme a coordenadora de Saúde e Segurança do Sesi MT, Adriana Reis, o serviço também estará disponível para o público em geral, empresas não-indústrias e não-associadas nas unidades do Sesi no estado.

“Trabalhamos com tabela de preços com valores diferenciados e as indústrias associadas e seus trabalhadores têm descontos especiais. Além disso, os atendimentos serão feitos por agendamento e, a partir de 10 doses, o Sesi vai até você”, afirma Reis.

Em Mato Grosso, o Sesi oferece esse tipo de serviço desde 2012 e já imunizou mais de 200 mil trabalhadores e dependentes. É importante ressaltar que a vacina disponibilizada garante proteção contra as cepas definidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para o Hemisfério Sul em 2021, incluindo a H1N1. E por ser na apresentação monodose, ou seja, a seringa já vem preenchida com a dose, o risco de contaminação é zero.

“Neste momento, em que enfrentamos uma pandemia de covid-19, a vacinação contra gripe comum é fundamental. Isto porque em pessoas imunizadas é mais fácil identificar novos casos suspeitos da doença respiratória provocada pelo coronavírus, já que os sintomas das duas doenças são parecidos. E para o Sesi MT, a proteção da indústria começa com os cuidados preventivos com a saúde do trabalhador”, finaliza Adriana.

Mais informações pelo 0800 642 1600.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Violência institucional”
Próximo artigoMãe flagra o marido abusando de sua filha, chama a polícia e ele é preso