Projeto obriga agressor a custear tratamento de animal maltratado

Autor do projeto acredita que medida vai ajudar entidades e veterinários voluntários a continuar trabalhando em prol dos animais feridos

(Foto: Divulgação)

Um projeto de lei em trâmite na Câmara Federal obriga o agressor a pagar o tratamento e o resgate do animal vítima de maus-tratos. A proposta é do deputado Célio Studart (PV-CE).

O texto acrescenta a medida à Lei dos Crimes Ambientais, que hoje pune com detenção de três meses a um ano e multa a prática de abuso, de maus-tratos e o ato de ferir ou de mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

No caso de cão ou gato, a pena prevista é reclusão de dois a cinco anos, multa e proibição da guarda.

LEIA TAMBÉM

Célio Studart acredita que o pagamento do tratamento do animal pelo agressor vai beneficiar organizações e veterinários voluntários que diariamente salvam milhares de animais por todo o País.

“Tais entidades geralmente não dispõem dos recursos necessários para a realização de seu trabalho, dependendo de doações para sobreviver. Infelizmente, em muitos casos acabam encerrando as atividades em razão da falta de recursos”, afirma.

(Com Agência Câmara de Notícias)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSob desgaste das queimadas, governo de MT planeja investir R$ 339 mi em turismo
Próximo artigoSem vacina, economia seguirá ameaçada e vulnerável, avalia Paulo Guedes