Produtores têm até dia 15 para atualizar cadastro

Os produtores rurais de Mato Grosso têm até dia 15 de fevereiro para fazer e/ou atualizar o cadastro das propriedades com plantio de soja.

O cadastro deve ser feito anualmente logo após o término do plantio da lavoura, informando a localização das áreas plantadas da safra atual. É por meio do cadastro que o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) faz o monitoramento sanitário das propriedades rurais mato-grossenses.

No ciclo anterior 2015/2016 foram cerca de 4 mil propriedades cadastradas que somaram área de 4,5 milhões/ha.

“O produtor deverá informar obrigatoriamente todos os dados solicitados no cadastro, assim como as coordenadas geográficas da sede da propriedade e do mínimo dos vértices da lavoura”, explica a analista de Agricultura da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Karine Machado.

Ressalta ainda, que o produtor deverá fornecer o croqui da lavoura com as coordenadas geográficas dos talhões sempre que solicitado pela fiscalização. 

A Federação orienta os produtores para não deixarem para fazer o cadastro de última hora. “Como o cadastro só poderá ser realizado por meio eletrônico, o ideal é que o produtor faça o quanto antes para não correr o risco de que algum imprevisto ou instabilidade no site impeça a atualização dentro do prazo legal”, alerta.

O sojicultor que não efetuar o cadastramento pode ser autuado em até 10 Unidades de Padrão Fiscal do Estado de Mato Grosso (UPF’s), o que atualmente corresponde ao valor de R$ 1.286,70.

O cadastro é feito exclusivamente pelo site do Indea.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Tirando as armas de fogo nós reduzimos todos os índices criminais”
Próximo artigo“Aquarius” é indicado ao César de Filme Estrangeiro