Primavera do Leste fecha serviços não essenciais por 15 dias

Município está com 100% das UTIs ocupadas e já precisou transferir seis pacientes para outras cidades

(Foto: Reprodução)

O prefeito de Primavera do Leste (235 km de Cuiabá), Léo Bortolin (MDB), assinou decreto que impõe restrições a diversas atividades econômicas e sociais por um período de 15 dias.

A medida passa a valer a partir desta segunda-feira (1º) e foi tomada na última quinta (26), pela Comissão de Combate a Covid-19 do município.

Primavera do Leste está entre as 16 cidades brasileiras por onde circula a variante inglesa do novo coronavírus. A descoberta foi da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A restrição de circulação de pessoas, portanto, é uma medida para tentar impedir o possível avanço da mutação e conter o número crescente de casos da doença, segundo o prefeito.

Sem leitos disponíveis

Desde quinta-feira (25), todos os leitos de Unidade de Terapia de Intensiva (UTI) para casos da covid-19 em Primavera do Leste estão ocupados. Ao todo, o município tem 20 vagas que, na realidade, pertencem a um hospital particular, que cedeu o espaço para o município.

LEIA TAMBÉM

Como a quantidade de leitos é menor que o número de pacientes, a Secretaria Municipal de Saúde informou que seis pacientes já tiveram que ser levados para outras cidades.

Com 62.019 habitantes, Primavera do Leste já acumula – desde o início da pandemia – 7.392 casos confirmados de covid-19 e 132 mortes.

Confira as medidas de restrição

  • Fechamento de bares, restaurantes e similares com atendimento apenas sistema via delivery em horários permitidos por alvará
  • Suspensão de eventos públicos e privados, incluindo reuniões presenciais em tempos religiosos, corporativos ou sociais com qualquer número de participantes
  • Suspensão das aulas de cursos regulares e livres e intensificação de ações para reduzir a circulação de pessoas
  • Proibição de atividades coletivas e aglomerações em espaços e vias públicas, quadras esportivas, arenas, academias de musculação e congêneres
  • Proibição de atividades físicas em espaços e vias públicas, praças, quadras esportivas, arenas, academias de musculação e congêneres
  • Toque de recolher em todo o município no período das 23h às 5h

A fiscalização será de responsabilidade da Defesa Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Prefeitura, por meio dos agentes de fiscalização da Coordenadoria Municipal de Trânsito e Transporte.

Todas as regras foram debatidas e aprovadas pela Comissão de Combate a Covid-19 do Município, que é composta por representantes da Vigilância Epidemiológica, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação Comercial e Empresarial de Primavera (ACIPLE), Câmara Municipal, Ministério Público do Estado, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Prefeitura.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá abre cadastro para imunizar contra bronquite crianças de até 2 anos
Próximo artigoProstituta entra em carro para negociar programa e acaba assaltada