Prefeito determina que equipe continue negociando com servidores da educação

Na quarta-feira os servidores da educação aprovaram início de greve

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), determinou à sua equipe que continue negociando com os servidores da Educação e do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (SINTEP). Na quarta-feira (26), os servidores decidiram entrar em greve porque suas demandas não teriam sido atendidas. 

[featured_paragraph]“Quero ressaltar que dos nove itens que nos foi enviado, oito foram atendidos ou encaminhados para atendimento no prazo legal e apenas um não foi atendida por completo”, disse Emanuel em nota publicada no site da Prefeitura. [/featured_paragraph]

Em tom conciliatório, o prefeito pediu que os servidores não deixem a mesa de negociação parando as escolas. “Estamos muito próximos do acordo e precisamos juntos pensar nas 55 mil crianças da nossa amada Cuiabá”, disse. 

Há dois meses, os professores da rede municipal cobram uma pauta de reivindicações feitas ao executivo municipal. Entre as demandas estão um ganho real (descontada a inflação) de 7,5% no salário,, reajuste no pagamento da hora atividade, realização de concursos públicos, entre outros pontos.