Valorização do dólar gera “tensão” entre os produtores de milho em Mato Grosso

A alta encarece os custos da produção, mas também beneficia os preços dos contratos futuros

Milho (Elza Fiúza/Agência Brasil)

A valorização do dólar tem exigido atenção dos produtores de milho em Mato Grosso. A alta encarece os custos da produção, mas também beneficia os preços dos contratos futuros. De acordo com o boletim semanal do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o custo operacional referente ao mês de agosto, para o milho de alta tecnologia, apresentou crescimento de 0,65%.

Para produzir um hectare, o produtor terá que desembolsar pelo menos R$ 15 a mais, elevando o custo para R$ 2.353,80. Dentre as despesas que mais aumentaram, estão os custos com corretivo do solo, devido à relação de oferta e demanda e aumento do frete, aliada à alta nas despesas com fertilizantes, em reflexo da valorização do dólar

Diante dessa conjuntura, o boletim alerta que o produtor deve se atentar ao bom gerenciamento das despesas e aproveitar as oportunidades de negócios, para então viabilizar a próxima safra.

Preço do Milho

O preço do cereal mato-grossense encerrou a semana com queda de 2,93%, e cotação média de R$ 22,55 a saca, impactado pela baixa na bolsa brasileira, B3.

Ainda em reflexo do relatório de oferta e demanda do USDA, a cotação do milho na CMEGroup para julho de 2019 fechou a semana com recuo de 0,97% e cotação média de US$ 3,76/bu.

Pequena queda

O dólar fechou a semana com queda de 1,12%, em consequência das perspectivas quanto as eleições brasileiras, em conjunto com o alívio do mercado externo em relação a guerra comercial entre os EUA e a China.

Com a desvalorização nas cotações do dólar e do milho em Chicago para julho de 2019, a paridade de exportação exibiu variação negativa de 6,07%, porém ainda está R$ 8,11/sc acima se comparado com o mesmo período do ano passado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDecisão sobre biometria não impacta MT
Próximo artigoPrefeito determina que equipe continue negociando com servidores da educação