Prefeito de Sinop revoga toque de recolher na madrugada

Medida polêmica ainda obrigava o fechamento do comércio às 22h e levou a revolta de empresários

Ademir Jr/ Prefeitura de Sinop

Prefeito de Sinop, Roberto Dorner (Republicanos) revogou o decreto municipal 030/2021, que determinava o fechamento de todo o comércio às 22h e ainda impunha toque de recolher no período das 23h às 5h da manhã.

A medida foi adotada no dia 5 de fevereiro e gerou protesto de comerciantes, pois proibia a atividade de trabalhadores informais, serviços de entrega e atividades da rede de ensino superior e correlacionados.

No entanto, desde quarta-feira (17), as medidas perderam a validade.

A decisão foi tomada pelo prefeito, em conjunto com o Comitê da Covid-19 e os vereadores Juventino Silva, Paulinho Abreu, Luiz Paulo, Ademir Debortoli, Lucinei, Moises do Jardim do Ouro, Professora Graciele, Professor Mário, Toninho Bernades, além do presidente Elbio Volkweis.

“Preocupados com o avanço da doença, nossa equipe técnica do comitê de saúde, com o apoio de vereadores, decidiu pelo decreto do toque de recolher com objetivo de salvar vidas. Passados 10 dias do início do decreto, percebemos que essa ação foi eficiente e trará resultados positivos”, disse Dorner.

O prefeito ressaltou que a revogação do decreto e o início da vacinação não significam que a gravidade da doença foi amenizada e, por isso, ainda é necessário adotar todas as medidas de biossegurança instituídas pelos órgãos de saúde.

“Peço a colaboração de toda a sociedade, que continue seguindo as medidas de biossegurança. Vamos reforçar a fiscalização, cobrar o uso da máscara e do distanciamento social”, frisou.

Em pronunciamento, Dorner disse que continua empenhado para melhorar os atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – responsabilidade do município. Ele lembrou também que se reuniu com o governador Mauro Mendes (DEM) para cobrar a reabertura de leitos de UTI para casos de covid-19 em Sinop.

“Infelizmente os leitos de UTI que competem ao Estado estão lotados. Resta-nos cobrar, e isso tenho feito. Por duas vezes estive com o governador pedindo a reabertura dos leitos de UTI do Hospital Regional de Sinop, mas infelizmente, o nosso pedido ainda não foi atendido”.

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado na quinta-feira (17), Sinop registrava 12.348 mil casos confirmados de covid-19 e 188 mortes, desde o início da pandemia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMPF se manifesta pela volta de conselheiros ao TCE de MT
Próximo artigoApós a prisão de Daniel Silveira, STF volta a ser o principal assunto no Twitter