PF e CGU cumprem mandados em prefeitura e empresa em MT

Alvo da ação realizada em Serra Nova Dourada e Barra do Garças é uma organização criminosa que teria desviado dinheiro da saúde e educação

(Foto: Reprodução/Assessoria PF)

Autoridades federais deflagraram nesta terça-feira (24) uma operação de combate a fraudes em saúde e educação, com cumprimento de mandados de busca e apreensão em Serra Nova Dourada (639 km de Cuiabá). 

A Polícia Federal (PF), o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU) fazem buscas na Prefeitura, onde estaria concentrado um possível esquema criminoso que ocasionou fraudes e desvio de recursos públicos. 

O organização teria a participação de um ex-prefeito, um engenheiro civil fiscal, um empreiteiro e um servidor do município.

Conforme a CGU, dentre as irregularidades investigadas, estão indícios de montagem e direcionamento de contratação; inexistência de empregados e maquinário em nome da empresa contratada; supostos pagamentos por serviços não realizados ou realizados de modo diverso ao contratado; e indicativos de pagamento de vantagens indevidas à agentes públicos da Prefeitura.  

Ainda de acordo com CGU, o município teria recebido R$ 900 mil para aplicação em serviços de atenção básica na saúde e reformas em escolas. A PF calcula que o prejuízo aos cofres públicos esteja em R$ 360 mil.  

Dois mandados de busca e apreensão foram expedidos para cumprimento em residência e sede de empresa, em Barra do Garças (515 km de Cuiabá); também foi determinada a indisponibilidade de bens de sete investigados. 

A ação ocorre dentro da quinta fase da Operação Tapiraguaia. As investigações tiveram início a partir de fiscalização da CGU durante o 4º Ciclo do Programa de Fiscalização em Entes Federativos (FEF).  

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApós denúncias de “machismo”, Porta dos Fundos tira do ar vídeo sobre vereadora
Próximo artigoPecuaristas do Pantanal podem ter dívidas suspensas por 36 meses