Pesquisa em MT vai apontar porcentagem da população que contraiu covid

Cerca de 4,5 mil pessoas espalhadas por 10 cidades farão exames de sangue. O resultado deve ser divulgado em outubro

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O governo de Mato Grosso inicia na próxima quarta-feira (16) uma pesquisa em 10 municípios para tentar determinar quantos por cento da população do Estado já foi infectada com o novo coronavírus.

Dados do boletim diário divulgado nesta quinta-feira (10) apontam que, desde o início da pandemia, 102.846 pessoas foram oficialmente diagnosticadas. Dessas, 3.073 morreram por conta da doença.

A estimativa de pesquisadores, no entanto, é que os casos “extraoficiais” – de pessoas que não tiveram sintomas ou não realizaram o teste – podem chegar a 10 vezes o número de diagnósticos. Nesse caso, um terço da população do Estado já teria exposta ao vírus.

O trabalho será desenvolvido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) e coordenado pelas Universidades do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Federal de Mato Grosso (UFMT).

Os escolhidos farão um teste de sangue para saber se já contraíram a covid-19 em algum momento desde o início da pandemia.

“É uma pesquisa bastante segura, com margem de erro de 3%”, avalia o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

LEIA TAMBÉM

O teste piloto para o início da pesquisa foi aplicado já nesta sexta-feira (11), em Várzea Grande (região metropolitana) e Tangará da Serra (240 km de Cuiabá).

A coleta “oficial” de dados para a pesquisa está prevista para durar até o dia 23. Os resultados devem ser publicados em outubro.

Veja a lista de cidades escolhidas para a pesquisa:

  • Cuiabá
  • Várzea Grande
  • Cáceres
  • Sinop
  • Barra do Garças
  • Tangará da Serra
  • Rondonópolis
  • Água Boa
  • Juína
  • Alta Floresta

Nesta cidades, serão coletadas amostras de 250 a 700 pessoas, de acordo com o tamanho da população. A escolha dos bairros, casas e moradores será feita por sorteio.

No total, 4,5 mil pessoas devem ter o sangue colhido para os exames. 

Segundo a SES, como medida de biossegurança, as equipes que farão a coleta do material serão testadas para a covid-19 três dias antes do início das atividades de campo. Elas também terão Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e farão novo teste após 7 dias do término da coleta de dados e processamento das amostras.

O governo de Mato Grosso vai fornecer aos municípios todo o insumo necessário, sendo a única contrapartida das prefeituras a equipe para supervisionar e coletar os dados da pesquisa.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCausa social: bazar na ALMT terá versão online e venda ao ar livre
Próximo artigoMEC anuncia Revalida 2020; UFMT não definiu exame suspenso pela pandemia