Pedido de empréstimo une PT e PSDB na Assembleia contra governo democrata

Antigos rivais, Lúdio Cabral e Wilson Santos agora têm mais afinidades do que divergências quando assunto é o governo Mauro Mendes

Foto: Karen Malagoli/ALMT

Enquanto em âmbito nacional o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) sempre se estranharam e o Democratas (DEM) é considerado um aliado histórico dos tucanos, em Mato Grosso, os dois partidos decidiram se unir – ainda que veladamente – em ataque às propostas do governo Mauro Mendes (DEM).

A primeira demonstração dessa atuação em parceria ocorreu na reunião do Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa realizada no dia 26, início da semana passada. Os deputados Lúdio Cabral (PT) e Wilson Santos (PSDB) se revezaram com argumentos contrários ao pedido do governador de autorização para contrair um empréstimo de 332,6 milhões de dólares junto ao Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento  (BIRD).

Os parlamentares questionaram cada ponto da proposta de empréstimo, a ponto de o secretário de Estado de Fazenda (Sefaz), Rogério Gallo, assumir que, nominalmente, o empréstimo seria maior que a dívida atual do governo da qual restam apenas oito parcelas. A nova negociação será paga em 20 anos, apesar da taxa de juros ser menor.

Sobre a “parceria”, nenhum dos dois deputados quis se alongar no assunto. Lúdio argumentou que ambos estão apenas cumprindo o dever de legislar. “Se nesta questão [o pedido de empréstimo] nós temos uma posição comum, não tem o porque não nos posicionarmos juntos”, se limitou a dizer. Já Wilson pontuou não se tratar de uma “dobradinha” com o PT, mas uma dobradinha em favor de Mato Grosso. “Essa é a minha dobradinha preferencial”, disse.

Lúdio Cabral foi uma das poucas e principais vozes da oposição na Câmara de Cuiabá quando Wilson Santos era prefeito da Capital. Em 2012, se candidatou ao comando do Palácio Alencastro, mas acabou derrotado por Mauro Mendes.

Esse histórico fez Wilson reconhecer, antes mesmo de Lúdio tomar posse na Assembleia, que o petista seria um dos mais qualificados dos novos deputados estaduais. “Engrandece qualquer partido, tem um futuro promissor, alvissareiro em sua vida pública. É um prazer, neste momento, fazer uma parceria com ele em defesa de Mato Grosso”, destacou, incluindo o PSDB entre as legendas interessadas no petista.

Ao longo desta semana, Lúdio e Wilson devem dar mais um passo juntos: a apresentação de emendas ao projeto que autoriza o empréstimo e uma articulação para que a proposta seja melhor debatida.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS