MPF denuncia 9 ex-deputados e prefeito de Cuiabá por “esquema de mensalinho”

Pagamento era feito em espécie para ex-parlamentares em troca da aprovação de projetos do governo

Nove ex-deputados estaduais e o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) pelos crimes de corrupção ativa e associação criminosa.

Eles são acusados de participar de um suposto esquema denominado “mensalinho”, que tinha como finalidade “agilizar” a aprovação de matérias interessantes ao governo durante os preparativos Copa do Mundo de 2014.

Ontem (11), o juiz da 5⁰ Vara Federal de Cuiabá, Jeferson Schneider, acatou a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) e os dez acusados tornaram-se, portanto, réus do processo.

As transações eram feitas, segundo o MPF, entre o ex-governador, Silval Barbosa, tendo como intermediários o ex-chefe da Casa Civil, Sílvio Cezar Corrêa Araújo, e a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa à ápoca.

Conforme a denúncia, apresentada na sexta-feira (11), cada um dos deputados exigiu R$ 1 milhão para manter a “governabilidade” e garantir que as contas do governo fossem aprovadas.

O valor, segundo o texto, que cita um depoimento do ex-governador Silval Barbosa,  já era pago desde o governo Dante de Oliveira, porém foi reajustado em reação ao aumento do orçamento, que foi proporcionado pelas obras da Copa do Mundo de 2014 e do programa MT- Integrado.

Vale lembrar que o dinheiro da propina era pago em espécie aos então parlamentares e os vídeos, com imagem dos repasses, chegaram aos veículos de comunicação em 2018, o que teve grande repercussão.

Entre os “beneficiados”, estava o prefeito Emanuel Pinheiro, que na ocasião, foi flagrado acomodando o dinheiro nos bolsos do paletó.

O inquérito policial foi relatado na data de 27 de agosto de 2020. O MPF, ao oferecer a denúncia, requereu o levantamento do sigilo desta.

Confira a lista com os denunciados:

  • Emanuel Pinheiro
  • Silval Barbosa
  • Silvio Cezar Correa Araújo
  • José Joaquim de Souza Filho
  • Luiz marinho de Souza Botelho
  • Luciane Borba Azoia Bezerra
  • Alexandre Luis Cesar
  • Gilmar Donizete Fabris
  • Carlos Antônio Azambuja
  • Ezaquiel Angelo Fonseca
  • Airton Rondina Luiz
  • José Domingos Fraga Filho

Clique aqui e leia denúncia na íntegra

Outro lado

O prefeito Emanuel Pinheiro informou que tomou conhecimento apenas pela imprensa do eventual recebimento da denúncia por parte do juízo da 5ª Vara Federal de Mato Grosso, portanto, até o presente momento não foi formalmente intimado do teor de tal decisão.

“Como já dito em outras oportunidades, caso realmente esta denúncia tenha sido recebida, reitero que o processo servirá para trazer a realidade dos fatos a tona e provar a minha inocência. No momento minha prioridade é o povo cuiabano e fazer frente as minhas responsabilidades com a capital mato-grossense. Tenho muita fé na justiça e esperança no futuro”, acrescenta.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVolta às aulas: psicóloga alerta sobre cuidados emocionais
Próximo artigoMulher agride ex-namorado por ele não aceitar voltar com ela