Medicamentos: CPI vai confrontar documentos com depoimentos de testemunhas

Vereadores vão buscar vertente que aponte para os responsáveis pela compra de medicamentos para o SUS em Cuiabá

(Foto: Reprodução/Assessoria Câmara de Cuiabá)

A CPI dos Medicamentos na Câmara dos Vereadores de Cuiabá começará a analisar os documentos solicitados ou entregues voluntariamente por testemunhas ouvidas na primeira fase da investigação. 

Os membros da comissão buscarão uma vertente que aponte para os responsáveis pela compra e pelo monitoramento de medicamentos no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC).   

A oitiva de servidores e ex-servidores da alta cúpula da Secretaria de Saúde como testemunhas foi encerrada há duas semanas com depoimentos contraditórios sobre quem seriam os responsáveis por autorizar as compras. 

Cada depoente teve uma linha de raciocínio, cada um teve uma linha de defesa, e pedi que eles pudessem provar o que estavam falando. Esses documentos terão que colaborar com eles, cada um em sua defesa. Nós vamos apreciar os documentos juntados [para confrontar com os depoimentos]”, disse o relator da CPI, vereador Marcus Brito Junior (PV).  

Colaboração da Deccor

Segundo ele, os vereadores também aguardam o envio de documentos das investigações a assuntos semelhantes abertas pela Delegacia Especializa de Combate ao Crime Organizado (Deccor).  

“Se a operação foi feita, com certeza deve ter documentos importantes que a levou a ser instaurada. Nós enviamos à Deccor e ao Ministério Público um ofício para que forneçam documentos que possam corroborar a CPI”, pontuou.  

Ao menos cinco servidores e ex-servidores são apontados na ação da 7ª Vara Criminal de Cuiabá que autorizou a deflagração da segunda fase da Operação Overpriced. A Deccor apura a compra excessiva de medicamentos e sobrepreço no fechando do contrato.

As oitivas devem ser retomadas em julho ao fim da análise dos documentos e a definição de novos nomes a serem convocados. A avaliação dos membros da CPI é que a investigação entra na fase de indiciamento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA era das roupas justas chegou ao fim?
Próximo artigoSetor do agro monta grupo para lançar Dilceu Rossatto ao governo de MT