Mauro diz que para reajustar salário dos servidores teria que aumentar impostos

Governador eleito diz que Estado está "quebrado" e não pode haver novas despesas

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) disse nesta terça-feira (13) que o Estado não pode criar novas despesas, o que inclui reajustar salários dos servidores públicos. O democrata afirma que para fazer novos reajustes teria que aumentar os impostos.

Mauro Mendes destaca ainda que a capacidade de investir do Estado de Mato Grosso é zero. “Se é para dar reajustes vamos ter que subir ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias). Ninguém aguenta mais isso, eu não aguento mais ouvir falar em aumento de impostos”, pontou o governador eleito, em entrevista à Rádio Capital FM.

Ele ainda fez um alerta sobre o impacto de possíveis aumentos nas despesas. O democrata disse que se a situação financeira do Estado piorar, o pagamento do salário pode passar a ser realizado depois do dia 10 do mês subsequente ao trabalhado.

Mauro tem utilizado o discurso de um Estado “quebrado”, pois é ciente de que a medida de não ajustar salário ou atrelar isso ao aumento de impostos é impopular. “Todos nós temos que ter consciência, não é questão de ser malzinho ou bonzinho. Temos que colocar as coisas no rumo certo”.

O pagamento da Revisão Geral Anual (RGA), ao que tudo indica, parece que não será uma tarefa fácil para o governador eleito. “É uma equação muito difícil, mas vou conduzir com a verdade. Quando fui prefeito paguei a RGA, mas lá nós tínhamos condições”.

O democrata afirma que sabia da realidade econômica do Estado, de que a arrecadação é menor que as despesas. “Eu sabia um pouco disso, mas o trem é pior do que imaginávamos”, reforçou.

Leia mais:

Mauro Mendes avisa que expediente no Estado voltará a ser de 8 horas diárias

Mauro reduzirá estrutura do Estado para 15 secretarias e cortará 3 mil cargos – veja lista

Como você se sentiu com este conteúdo?

loading spinner

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.