J. Barreto é velado em Rondonópolis; autoridades lamentam morte de ex-deputado

O velório do ex-prefeito de Rondonópolis e ex-deputado estadual Hermínio J. Barreto (PR) se realiza na Câmara de Vereadores do município, desde as 9h desta quinta-feira (10). O enterro está previsto para as 17h, no cemitério da Vila Aurora. Ele morreu em um acidente na BR-163/364, próximo ao município de Jaciara, na noite de quarta-feira (9), quando voltavam de Cuiabá.

O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (SD), decretou luto oficial de três dias. “Em nome do povo de Rondonópolis, externamos o sentimento de paz, fé e resignação à família do ex-prefeito pelo seu falecimento”, disse o prefeito em nota.

O senador Wellington Fagundes (PR) lamentou as mortes. Além de amigo de Barreto, ele também é primo de outra vítima do acidente, Ailton Pereira dos Santos, o “Ita”, cunhado de Barreto.

“Mais que um político, com mandatos de vereador, prefeito e deputado estadual, eu e J. Barreto éramos amigos desde muito jovens, em Rondonópolis; mais que um radialista esportivo alegre e laureado, conservávamos laços próximos e familiares. Somente quem teve o privilégio da convivência com eles pode compreender a extensão e a dimensão da dor dessas terríveis perdas, ocorridas de forma tão trágica. Que Deus possa confortar a todos nós neste momento”, disse, em nota.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), também lamentou a morte do ex-deputado. Ambos foram correligionários quando o prefeito era filiado ao PR. “J. Barreto dedicou toda sua vida à causa política, se posicionando como uma figura pública ideológica e representativa em Mato Grosso. Com uma trajetória admirável, Barreto será profundamente lembrado por sua extensa contribuição para a história do nosso estado, como alguém que acreditou até o fim nos valores que um agente político possui entre as comunidades, como um interlocutor social que sempre prezou pelas camadas mais frágeis da sociedade”, disse, em nota.

“J. Barreto foi uma das principais lideranças na região Sul do Estado, especialmente em Rondonópolis. É com pesar que recebo essa notícia e estamos à disposição da família para o que for necessário”, disse o governador Pedro Taques (PSDB) em nota.

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), também emitiu nota lamentando a morte. “Estamos consternados com a morte do ex-deputado J. Barreto, que foi homem público muito atuante e deixa um grande legado para Mato Grosso. A Assembleia Legislativa está de luto. Que Deus conforte toda a sua família e amigos. É uma perda irreparável!”, disse.

“Lamentamos profundamente a perda do nosso amigo e companheiro de parlamento J. Barreto, com quem tivemos a honra de atuar no mandato 2011 a 2014. Dono de um importante histórico político, detentor de um legado de muito trabalho por Rondonópolis e por toda a região Sul, amanhecemos hoje com a triste notícia de seu falecimento, certamente uma perda que nos causa muita dor. Barreto nos deixa de prematuramente”, disse o deputado estadual Baiano Filho (PSDB).

O ex-prefeito de Rondonópolis e ex-deputado Percival Muniz também lamentou em seu perfil no Twitter. “Estou muito triste, morreu meu amigo J. Barreto. Começamos juntos como vereadores em 1982, ele líder do PDS eu líder do MDB. 36 anos de muito respeito. Um grande amigo. Aos familiares e amigos me junto no mais profundo sentimento de dor e tristeza”, escreveu.

História

Hermínio José Barreto nasceu em Campo Grande (MS) e morou em Rondonópolis desde a década de 60, onde atuou como radialista esportivo. Em Rondonópolis, ele foi vereador e prefeito, entre 1989 e 1992.

Barreto foi deputado estadual por cinco mandatos, tendo ocupado cargos na Mesa Diretora da Assembleia. Seu último mandato se encerrou em janeiro de 2015. Em 2014, ele concorreu a deputado federal e ficou na suplência.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProjeto levará música de piano para espaços públicos de Cuiabá todas as sextas
Próximo artigoSavi diz que provará sua inocência em esquema do Detran