Governo de MT planeja importar um milhão de doses de vacinas da China

Mauro Mendes diz que Mato Grosso mantém diálogo com a China e aguarda Anvisa para avaliar compra de vacina russa

(Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Para acelerar o plano de imunização ao coronavírus (covid-19), o governador Mauro Mendes (DEM) informou que planeja comprar até 1 milhão de doses em vacinas internacionais.

A revelação foi feita nesta terça-feira (19), durante entrevista coletiva pela manhã no Palácio Paiaguás.

“Já tivemos uma resposta oficial da Pfizer [empresa farmacêutica], que ela só negocia com o governo federal. Estamos tentando contato via embaixada com outros dois laboratórios: a Sinofarm e a Sinovac, que são dois laboratórios chineses. Para estes laboratórios pedimos um milhão de doses”, declarou.

Sputnik na mira

Mendes ainda revelou que não descarta a possibilidade de comprar a vacina russa Sputnik V, desde que seja devidamente autorizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A autarquia informou no sábado (16) que rejeitou o pedido de uso emergencial da vacina russa, pois o laboratório União Química não apresentou toda a documentação necessária.

Em meio ao imbróglio, o governo do Estado da Bahia ingressou com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja autorizada compra direta da vacina russa diante de um termo de cooperação assinado em setembro de 2020.

“Primeiro, precisamos de uma proposta firme para vender. Se for viável, nós vamos operacionalizar a compra de vacina internacional. O governo de Mato Grosso tem dinheiro em caixa para esse investimento”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCinco motivos por que o Cuiabá vai chegar à elite do futebol brasileiro
Próximo artigoCampanha fracionada