Campanha fracionada

Novos lotes de vacina não têm data de liberação pelo Ministério da Saúde

(Foto: Agência Brasil)

O início da segunda fase da vacinação contra a covid no país ainda é incerto. Estados receberam o quantitativo para a primeira e a segunda doses, conforme o critério do Ministério da Saúde, e repassam aos municípios de acordo com o andamento da campanha. 

As quantidades da primeira dose nesta semana e as da segunda serão liberadas entre o fim de janeiro e o início de fevereiro, o que irá coincidir com prazo de espera para a CoronaVac, de 14 dias entre uma dose e outra. 

Mas a partir daí a situação pode se arrastar. Cuiabá terá, ao fim do primeiro lote, pouco mais de 30 mil doses, mas os grupos prioritários na Capital somam cerca de 190 mil, equivalendo a 380 mil doses.  

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno de MT planeja importar um milhão de doses de vacinas da China
Próximo artigoPunição aos empresários