Governo de MT negocia 4 milhões de doses da vacina Sputnik V

Compra foi ofertada em reunião com a farmacêutica União Química, para lotes que serão produzidos a partir de maio

(Foto: Reprodução/Secom-MT)

O governador Mauro Mendes e outros 14 governadores tentam negociar a compra de doses da vacina Sputnik V, que será produzida pela farmacêutica União Química no Brasil, a partir de maio. 

A negociação foi ofertada em reunião realizada nesta terça-feira (2), em Brasília, com a diretoria da farmacêutica e representantes do governo russo, país responsável pela Sputnik V. 

“Nós governadores nos colocamos à disposição para comprar essas vacinas [na nova produção], mesmo que elas sejam colocadas no PNI [Plano Nacional de Imunização] com posterior devolução de recursos pelo governo federal”, disse. 

O governador apresentou ao laboratório a intenção de compra direta de quatro milhões de doses por Mato Grosso. Segundo ele, o dinheiro para o acordo já está em conta.  

Conforme o governador, a empresa deve produzir inicialmente 10 milhões de doses em março e abril, toda sob encomenda pelo governo federal. Em seguida, passarão a produzir oito milhões de doses ao mês em fábricas em Brasília e São Paulo. Os Estados tentam negociar esses lotes. 

Nesta segunda-feira (1º), Mendes anunciou que os 15 Estados envolvidos na negociação  concordaram em aceitar o Ministério da Saúde como intermediador da compra das doses, que seriam repassadas para eles na quantidade negociada individualmente, com a possibilidade de devolução de recurso para o ministério. 

“O objetivo é aumentar a vacinação dos mato-grossenses o mais rápido possível, como forma de combater a disseminação do vírus e todas as consequências que têm trazido para todos nós”, disse. 

Conforme o governo, nos últimos meses laboratórios e embaixadas dos países onde vacinas estão sendo produzidas foram procuradas para abrir negociação paralela. Até o momento, nenhum estado brasileiro ainda conseguiu a compra direta.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPandemia: Câmara Federal vai ouvir governadores sobre medidas emergenciais
Próximo artigoPGR pede inconstitucionalidade de reeleição de presidente da ALMT