Governo de MT diz que pode pedir autorização ao STF para aplicar a Sputnik V

Calendário de compra diz que primeira remessa deve ser entregue até o fim deste mês, mas há risco de o imunizante ficar sem a autorização da Anvisa

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O governo de Mato Grosso não descarta ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) para ser autorizado a aplicar a vacina russa Sputnik V a partir de maio. Pelo contrato assinado com fundo russo em compra direta, a primeira remessa deve ser entregue até o fim deste mês. 

Contudo, o uso do imunizante depende da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mato Grosso comprou 1,2 milhão de doses via Consórcio da Amazônia. Hoje (15), o governador Mauro Mendes disse que “não deixará vacina parada no aeroporto”. 

“Acredito que de um jeito ou de outro [o uso emergencial] será liberado. Estamos na expectativa [em iniciar a imunização com a Sputnik]. Lamentavelmente, ainda está uma grande confusão”, disse. 

Caminho do Maranhão

O procurador-geral do Estado Francisco Lopes disse que Mato Grosso pode seguir o caminho do Maranhão e pedir autorização STF, que já liberou a importação e o uso da vacina caso a Anvisa não se decida sobre o assunto até o dia 28 deste mês.  

A autorização foi concedida nessa quarta-feira (14) pelo ministro Ricardo Lewandowski. Ele disse que o Maranhão poderá distribuir a vacina “sob sua exclusiva responsabilidade, desde que observadas as cautelas e recomendações do fabricante e das autoridades médicas”. 

“Mato Grosso faz parte de um consórcio em que vários Estados estão adquirindo a vacina. Se tiver qualquer problema da Anvisa em analisar o credenciamento, o Estado vai analisar a possibilidade de também judicializar o caso”, disse procurador-geral Francisco Lopes. 

Calendário de entregas

Em entrevistas nesta semana, o governador Mauro Mendes afirmou que as 1,2 milhão de doses da Sputnik V devem ser entregues a Mato Grosso em quatro meses, de abril a julho.

Mas esse calendário pode ser alterado por causa da demora na avaliação pela Anvisa. Com essa quantidade, todas as pessoas acima 30 anos de idade seriam imunizadas nos próximos meses. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVídeo | Carga de carne bovina é saqueada após caminhão tombar em serra
Próximo artigoVideo: Argentinos voltam a protestar contra o governo