Fofão importado: Carreta da Alegria quer elenco só com imigrantes; saiba mais

É preciso ter muita disposição para coreografias, saltos mortais e piruetas, não é mesmo?

Carreta da Alegria quer elenco só com imigrantes

Um novo trenzinho aos moldes da Carreta Furacão está sendo construído do zero para ser palco de uma nova trupe de dançarinos que certamente passará por Mato Grosso.

E para integrar o grupo de artistas frenéticos que dominam a arte das coreografias, piruetas e saltos mortais, é preciso ter muito respeito pelos fãs e, é claro, muita disposição.

É por isso que o empresário D’Leon Mota está convocando imigrantes de várias nacionalidades para compor elenco da sua Carreta da Alegria. “Eles levam trabalho a sério, pois muitos são responsáveis pelo sustento de suas famílias. Fora isso, eles têm ginga”.

Já circula por Mato Grosso a mensagem de WhatsApp em que ele convoca haitianos, venezuelanos, peruanos e bolivianos para usarem as fantasias de personagens que marcaram a infância de muitas gerações.

Eles podem se tornar o Chaves, Homem Aranha, o Popeye e claro, o Fofão, personagem dos mais ovacionados pelo público que acompanha a passagem da carreta.

Interessados, homens ou mulheres, têm que ser maiores de 18 anos e se tiverem CNH – que pode ser do país de origem – podem assumir também a direção da carreta.

Como o sonho de seguir a carreta se assemelha muito ao que muitas pessoas nutriam em relação ao circo, aqui algumas habilidades exigidas dialogam com a arte circense.

“Dançarinos com experiência em salto mortal, pirofagia e malabares, entre outros”. É preciso também ter criatividade em dançar e postura amistosa ao lidar com diferentes públicos.

Para quem deseja viajar por vários lugares, o negócio é atrativo pois cada semana é uma cidade diferente. Mas é preciso assumir outras responsabilidades além de dançar na carreta. Tem que limpá-la antes de iniciar o trabalho e ajudar nas tarefas de casa – já que eles dividem imóveis em cada cidade.

O salário é de R$ 800,00 por mês, com garantia de hospedagem e alimentação: café da manhã, almoço, lanche e jantar. E o expediente é de terça-feira a sexta-feira, das 16h às 22h e sábado, domingos e feriados, das 15h às 22h. Mas segundo o contratante a escala é com revezamento.

Mato Grosso na rota

As carretas que chegam às cidades trazendo os divertidos personagens são inspiradas pela Carreta Furacão de Ribeirão Preto (SP), que ficou conhecida mundialmente depois que um vídeo viralizou na internet com dançarinos que mais parecem praticantes de parkour.

D’Leon é quem trouxe a Cuiabá uma carreta nesses moldes, pela primeira vez, neste ano. Passou também por Barra do Garças, Primavera do Leste, Rondonópolis, Várzea Grande e Sinop, dentre tantas outras.

Ele viu em Mato Grosso um terreno ainda inexplorado para este negócio e, sendo assim, em breve o público poderá conferir o resultado do novo trenzinho feito parte com caminhão e parte com ônibus além, é claro, do time que está sendo convocado.

O empresário deixou o serviço público para se dedicar ao ramo do entretenimento e há cinco anos investe no segmento dos trenzinhos à la Carreta Furacão.

“É preciso muito esmero nessa fase, são vários trâmites. Além da estrutura modificada, tem ainda os equipamentos que são instalados, como sistema de leds, aparelhagem, pintura, plotagem… Fora a documentação necessária que a gente tem que emitir junto ao Detran, Dnit, para rodar nas rodovias, laudo técnico. É um trabalho que exige bastante, mas vale muito a pena quando a gente vê o público extasiado”, diz o fundador da Tech Leon Diversões.

Mais informações: (62) 98145-0923

Leia também: