Fávaro diz que o TRE deu a resposta “que os mato-grossenses precisavam”

O ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) assegurou que será candidato em caso de nova eleição

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Terceiro colocado nas eleições ao Senado por Mato Grosso nas eleições 2018, o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) assegurou que será candidato em caso de nova eleição para a vaga da senadora cassada Selma Arruda (PSL), por respeito ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a seus eleitores e aos da juíza aposentada.

“É uma questão de respeito ao TRE. Ele fez a parte dele, ele cassou quem cometeu ilícito nas eleições de 2018, que eu e mais nove candidatos disputamos de forma leal. Ele foi célere, foi rápido e deu a resposta que os brasileiros e mato-grossenses precisavam”, declarou o social-democrata em coletiva à imprensa na tarde desta quinta-feira (11).

Fávaro acrescentou ainda que sua candidatura será em respeito aos eleitores que votaram na senadora e se decepcionaram. “Claro que sou candidato se tiver novas eleições, também em respeito aos meus eleitores, aos 434.976 mato-grossenses que acreditaram em mim, nas minhas propostas”.

Selma Arruda foi cassada por unanimidade em julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na noite dessa quarta-feira (10), sob a acusação de prática de caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2018.

No julgamento, os magistrados ainda declararam ela e seu primeiro suplente, Gilberto Possamai (PSL), inelegíveis pelos próximos oito anos. Desta condenação escapou apenas a segunda suplente da chapa, Cleri Fabiana Mendes (PSL). Também foi convocada nova eleição para sua vaga no Senado, mas ainda cabe recurso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstudantes da UFMT lançam plataforma de streaming universitário
Próximo artigoMercado da carne se integra