Extremamente rara, lontra albina é vista no Pantanal

Ela tem o corpo inteiramente branco e o focinho cor de rosa

Foto: Pousada Aguapé

Um grupo de turistas teve uma grata surpresa em uma recente visita ao Pantanal, na porção sul-mato-grossense. A lontra albina vista por eles durante um passeio de barco é uma raridade no mundo. No Brasil, só se tinha conhecimento de um mamífero albino, que vive no Parque Zoobotânico de João Pessoa (PB).

Com o corpo inteiramente branco e o focinho cor de rosa, a lontra foi vista por guias de uma pousada por duas vezes durante o mês de agosto.

A administradora da Pousada Aguapé, Joana Tatoni, contou em entrevista ao G1 que a viu durante um passeio de barco, mas só conseguiu identificar que ela era “diferente” ao se aproximar. “Ela estava sozinha e se alimentando de um peixe” disse.

As lontras albinas são consideradas muito raras e de acordo com o oceanógrafo Oldemar Carvalho, são frutos de genes recessivos. Há, de acordo com o especialista, casos registados na Escócia, mas com outra espécie de lontra.

Como essas mutações são muito raras e com poucos casos relatados, o oceanógrafo explica que os estudos ficam prejudicados, mas já é possível afirmar que a lontra albina tem algumas desvantagens na natureza, como a dificuldade de camuflagem e o incômodo nos olhos devido à maior exposição aos raios solares.

Por isso, a lontra albina pode ter a visão prejudicada em dias muito claros. Ela ainda pode ter dificuldade no acasalamento e o filhote pode sofrer com a rejeição da mãe.

Fonte: Megacurioso

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro lista no Twitter medidas do governo nos últimos dias
Próximo artigoComportamento de brasileiros por região orienta pesquisa de subtipos do vírus HIV

O LIVRE ADS