Exposição em Chapada reúne alguns dos artistas que escolheram a cidade como morada

Galeria/casa no formato de chalé abriga a coletiva regada a boa música no jardim; parte da venda das obras será destinada a projeto social

Os encantos de Chapada dos Guimarães costumam atrair não só turistas, como também, moradores em busca de mais qualidade de vida. O clima ameno, a calmaria do cotidiano e os belos cenários costumam ser bastante inspiradores especialmente, para os artistas que escolhem a cidade como morada.

Nove deles, reuniram-se para mostrar um pouco de sua arte e ainda, abraçar uma causa, pois 5% das vendas das obras da exposição Reencontro na Cidade das Artes será destinado à compra de materiais para o projeto Inclusão Social Através da Arte, que atende crianças carentes de 7 a 11 anos, no bairro São Sebastião.

A abertura será neste sábado, das 16h às 22h, com sarau animado organizado por Beto Bernardes, músico que se apresenta durante todo o evento, muito bem acompanhado por Ronaldo Neves, Eliton Gonçalves e Glauber Rafael. A galeria fica na rua B, casa 11, no Centro de Chapada.

Do Primitivismo ao Contemporâneo, a coletiva promove uma incursão do espectador pela diversidade de movimentos artísticos, técnicas e motivos retratados em telas, por Angela Godinho, Creuza Maria, Eliana Mux, Fabricia Campello, Meg Marinho, Nivea Castro, Renato Campello, Suelly Reindel e um artista de grande representatividade para a trajetória das artes visuais mato-grossenses, como é o caso de Clóvis Irigaray.

“Reencontro na Cidade das Artes” tem curadoria da Doutora em Avaliação e Risco Ambiental, Cultural e Saúde, Val Eve, brasileira de dupla nacionalidade – inglesa e brasileira – que atua há 30 anos no mercado das artes plásticas. Para o evento, ela conta com a parceria da Casa de Arteira, capitaneada pela artista plástica Meg Marinho e o apoio institucional Rotary Clube de Cuiabá.

“A arte sempre foi do meu interesse e conseguir conciliar meu trabalho com as ações sociais que realizo junto ao Rotary é um grande privilégio. Portanto convido a todos que estiverem na Chapada neste sábado para que dê uma passadinha e venha conferir o trabalho desses artistas. Teremos também muita música e um bar com bebidas e comidinhas”, ressalta Eve.

A curadora aproveita para ressaltar o apoio de grandes parceiros para consolidar mais esta empreitada. “Quero agradecer o apoio incondicional do Clóvis irigaray, Renato Campello, Angela Godinho, Nívea Castro, Doutor Chris Eve e Beto Bernardes pelo apoio logístico e técnico nos preparos do evento”.

Recém-chegada à cidade, Creuza Maria comemora a oportunidade de se juntar aos artistas da cidade. “Pinto há mais de 40 anos, vim de Campinas para cá e há quatro meses moro em Chapada. Acho que muitas das obras que pinto estão intimamente conectadas com esse dia a dia chapadense. Tem casarios, natureza, cotiano de uma calmaria inspiradora. A energia positiva e a minha intenção em realçá-la parece até que aumentou”, testemunha.

Para chegar ao local (Rua B, casa 11), seguir pela rua do “Santos Bar” sentido Cohab até o final do asfalto, e virar à esquerda. Será a segunda casa da rua, de cor branca.

*Com assessoria

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS