Emanuel autoriza verba indenizatória de R$ 18 mil ao cargo de prefeito

Lei aprovada pelos vereadores ainda valida R$ 10 mil mensais ao vice-prefeito para despesas inerentes ao exercício do mandato

(Foto: Luiz Alves/Prefeitura de Cuiabá)

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) sancionou na segunda-feira (18) lei nº 6.632 que institui ao cargo uma verba indenizatória de R$ 18 mil.

O ato administrativo foi publicado no Diário Oficial de Contas (DOE) desta quinta-feira (21).

Também foi autorizado ao cargo de vice-prefeito, atualmente ocupado pelo servidor público de carreira José Roberto Stopa (PV), receber mensalmente R$ 10 mil em verba indenizatória.

O benefício foi aprovado pela Câmara Municipal de Cuiabá em dezembro de 2020.

A aprovação dos parlamentares ocorreu um mês após o Tribunal de Justiça atender pedido da Procuradoria Geral de Justiça e declarar inconstitucional a verba indenizatória paga ao prefeito e vice-prefeito. Na época, a quantia superava o vencimento salarial, o que não ocorre mais agora a partir da sanção da nova lei.

“Compensação”

O texto diz que a verba indenizatória será paga mensalmente a título de compensação pelo não recebimento de telefones celulares, ajuda de custo, adiantamentos, despesas com telefones celulares e alimentação sempre que o prefeito e o vice-prefeito exercerem atividades externas vinculadas ao exercício do mandato no município de Cuiabá.

Ainda está prevista a prestação de contas da utilização da verba indenizatória em período trimestral por meio da entrega de relatórios de atividades desenvolvidas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRiva quer R$ 80,4 milhões em indenização por fazenda alvo de investigação
Próximo artigoVacina contra covid-19: quilombolas de MT querem entrar na 1ª fase