Em uma semana, 50 escolas deixam greve e voltam às aulas em MT

Apesar do número, 356 instituições ainda estão com as atividades paralisadas

Professores estão sem receber desde que a paralisação começou, há mais de 70 dias d(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Cerca de 50 escolas de Mato Grosso já deixaram o movimento grevista do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), iniciado no dia 17 de maio. Levantamento da Secretaria de estado de Educação (Seduc), realizado nessa segunda-feira (17), apontou que 346 unidades, das 767 escolas, funcionam normalmente, enquanto 65 atual de forma parcial.

O número, conforme a Seduc, apresenta uma redução “considerável”, visto que, na semana anterior, 406 unidades escolares estavam em greve. Além dessas, a Secretaria informou que há ainda 326 escolas que sequer aderiram a greve e outras 35 funcionando de forma parcial. Apesar do número, ainda tem 356 instituições com as atividades paralisadas.

Para o Governo, a desmobilização acontece, entre outros fatores, devido às três decisões judiciais, que permitiram o corte de ponto dos grevistas, determinou que o Sintep arque com as despesas do transporte escolar, e proibiu o sindicato de impedir que alunos e professores entrem nas escolas.

A greve anunciada pelos professores da rede estadual pede melhorias na carreira e estrutura da Educação; o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores; o cumprimento da Lei que prevê o dobro do poder de compra para a categoria da Educação até 2023; e ainda o fim do escalonamento salarial.

Com assessoria

LEIA TAMBÉM

Professores que não aderiram à greve vão ter que provar para receber salário

Greve na educação: governo reafirma estar legalmente impedido de dar aumento

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFlauta Mágica pede apoio do público para manutenção de projeto social
Próximo artigoEsportes equestres

O LIVRE ADS