Em dois anos, mais de 3 mil pessoas são flagradas em Cuiabá e VG dirigindo sem habilitação

De 2020 para 2021 aumentou em quase 300% a quantidade de pessoas inabilitadas flagradas na condução de veículos

(Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

Nos últimos dois anos, aumentou em quase 300% a quantidade de pessoas inabilitadas que foram flagradas pelas autoridades de trânsito conduzindo veículos sem habilitação nas ruas de Cuiabá e Várzea Grande.

Dados da Gerência de Fiscalização de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) mostram que em 2021 foram lavrados 2.507 Autos de Infração de Trânsito de pessoas inabilitadas na direção de veículos. Esse número é quase 300% maior que os flagrantes do ano de 2020, que finalizou com 632 registros desse tipo de infração.

A conduta é uma infração de trânsito de natureza gravíssima prevista no artigo 162, I do Código de Trânsito Brasileiro, com multa no valor de R$ 880,41.

A pessoa que assume o volante de um veículo sem possuir habilitação para dirigir, além de cometer infração gravíssima também coloca em risco a própria vida e de outras pessoas no trânsito.

“Essa é uma conduta que pode gerar consequências graves e até irreversíveis. É um desrespeito à vida. Precisamos compreender que o trânsito seguro é uma responsabilidade e direito de todos. Cada um precisa fazer a sua parte”, destacou a gerente de Fiscalização de Trânsito do Detran-MT, Kelli Lopes Felix.

Ao longo de 2020 e 2021, equipes do Detran-MT e demais forças de Segurança Pública do Estado realizaram 407 operações de fiscalização de trânsito com objetivo de reduzir os índices de irregularidades administrativas, civis e até criminais que colocam em risco a vida das pessoas no trânsito.

“O objetivo das operações de fiscalização é conscientizar, estimular boas práticas e a mudança de comportamento no trânsito para salvar vidas”, ressaltou o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSesp trabalha para recapturar fugitivos da penitenciária de Água Boa
Próximo artigoPai é preso por estuprar filha e também permitir que amigo cometa abuso