“É um desafio muito grande”, diz secretário sobre promessa de construir quatro hospitais

Chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho diz que esperanço de quem votou nesse governo será concretizada

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Mauro Carvalho foi o homem escolhido pelo governador Mauro Mendes (DEM) para garantir que os resultados do Programa Mais MT sejam bem sucedidos. Ele prevê investimentos na ordem de R$ 9,5 milhões em todas as áreas e regiões do Estado.

Uma das principais promessas do programa é a retomada da construção do Hospital Central – parada a mais de 30 anos – e a construção de outros três hospitais regionais no Estado.

“É um desafio muito grande, mas que todo gestor governamental tem prazer em executar. A esperança de quem votou neste governo está sendo concretizada”, ele disse.

Em uma entrevista especial, Mauro Carvalho fala sobre esse outros assuntos. Confira:

O governador Mauro Mendes lançou o programa Mais MT. Qual será o trabalho da Casa Civil, para que tudo ocorra conforme o planejado e os investimentos sejam realizados pelas secretarias?

Mauro Carvalho – O Mais MT é o maior programa da gestão do governador Mauro Mendes. O grande desafio nestes próximos dois anos será executar estes R$ 9,5 bilhões de investimentos.

A Casa Civil vai atuar ao lado do governador, junto com todos os secretários, no sentido de estruturar todo o Governo para implantar as ações e os investimentos previstos no Mais MT.

Por tudo que já fizemos até este momento, tenho absoluta certeza de que teremos sucesso em entregar para sociedade, nos próximos dois anos, tudo que o governador Mauro Mendes inseriu no Mais MT. É um desafio muito grande, mas um desafio que todo mundo se sente empenhado e prestigiado pela oportunidade de poder entregar tantos resultados para a sociedade mato-grossense.

É um desafio que todo gestor governamental tem prazer em executar. Até porque, o problema financeiro está praticamente resolvido e o nosso grande desafio passa a ser a execução. O governador tem se empenhado diariamente junto a todos os secretários, a todos os presidentes de empresas e de autarquias, para que tenhamos sucesso absoluto na execução deste programa.

O que podemos esperar do Governo de Mato Grosso para os próximos anos?

Mauro Carvalho – Esperar exatamente o que fizemos nestes primeiros dois anos. Muita transparência em tudo que o Governo tem feito, muito trabalho e muita execução. Foi com este propósito que o governador Mauro Mendes foi eleito para estes quatro anos de gestão. Ele disse em sua campanha eleitoral, que gostaria de ser lembrado como o governador da saúde.

Hoje, a gente demonstra para Mato Grosso, um Governo e o setor da saúde, totalmente diferentes de como recebemos. Além de todos os investimentos já feitos na saúde, estamos retomando o Hospital Central, uma construção iniciada mais de 30 anos atrás, uma vergonha para Mato Grosso, que passará de nove mil metros quadrados para 32 mil metros quadrados, e o Hospital Júlio Muller, na estrada para Santo Antônio de Leverger. Outros três hospitais regionais também deverão ser construídos nestes próximos dois anos – nas regiões do Araguaia, Noroeste e Nordeste.

A esperança de quem votou no governador Mauro Mendes está sendo concretizada por meio de obras e serviços, além do empenho de toda a sua equipe e dos servidores públicos. As pessoas podem esperar muito mais do que fizemos nestes dois anos, porque faremos muito mais.

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O senhor sempre fala que os avanços do governo foram possíveis, porque os deputados estaduais entenderam a necessidade de ajustes tanto administrativos quanto fiscais e econômicos. Essa parceria permanece?

Mauro Carvalho – Sim, permanecerá. A Assembleia tem tido um papel fundamental no desenvolvimento e no crescimento deste Estado. Temos que nos lembrar de janeiro de 2019, dos projetos de leis aprovados pela Assembleia, que deram um norte para esta gestão.

A partir desta nova Assembleia, que tomou posse em 1º de fevereiro de 2019, nossa relação tem sido extremamente transparente e republicana e todos os projetos de interesse do Governo foram aprovados na Casa.

Tudo que fazemos é discutido com toda a Assembleia, com o presidente Eduardo Botelho e com os deputados estaduais da base. Todos os projetos são debatidos antes de serem encaminhados para análise dos deputados. Por isso, não estamos tendo nenhum problema na aprovação dos projetos de lei.

Logicamente, nestes próximos dois anos esta relação continuará a mesma. Com a situação financeira resolvida, teremos condições de dar continuidade à execução das emendas parlamentares, que são os projetos pessoais dos deputados e importantes para toda a nossa população.

O Governo do Estado conseguiu muitos recursos em 2019 e 2020, graças ao trabalho junto à bancada federal. Como está o relacionamento com os deputados federais e senadores?

Mauro Carvalho – Sempre foi a melhor possível. Todas as emendas federais destinadas a Mato Grosso foram alinhadas com os nossos deputados federais e senadores. Foi tudo construído a quatro mãos.

De nenhuma forma, estas emendas chegaram a Mato Grosso sem uma discussão com o governador sobre as necessidades do Estado, sobre o que realmente importa para Mato Grosso. A bancada federal caminha junto com o Governo do Estado no interesse da nossa população, no interesse do povo mato-grossense.

A relação com a bancada federal, que sempre foi excelente, com certeza, vai melhorar muito mais nos próximos dois anos, especialmente por causa dos projetos inseridos no Programa Mais MT pelo governador Mauro Mendes.

Certamente, os deputados federais e senadores irão contribuir muito para estes investimentos. No próprio Mais MT, há um orçamento reservado às emendas parlamentares federais. Já estamos debatendo com nossa bancada, para que suas emendas venham agregar mais investimentos ao programa colocado para a sociedade.

O senhor tem tido papel fundamental na articulação entre Executivo e os outros Poderes na busca pelo melhor para o Estado. Em 2021, os comandos do Tribunal de Justiça, do Ministério Público e da Assembleia Legislativa mudam. O que esperar dos próximos gestores?

Mauro Carvalho – A relação não deverá ter nenhuma alteração. Independente das pessoas, a relação de um Governo com os outros Poderes constituídos é de respeito à sua autonomia. Esta relação harmoniosa entre os poderes, que a Casa Civil tem feito desde o primeiro dia da gestão do governador Mauro Mendes, continuará exatamente a mesma, porque são atitudes transparentes, discutidas com todos.

O diálogo com os poderes é realmente um ponto forte do governador Mauro Mendes e da Casa Civil. Em tudo que fazemos, procuramos antes os órgãos de controle, como o Tribunal de Contas, Ministério Público, além do Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa. Este diálogo acontece sempre antes das decisões. É o que temos feito.

Não tivemos, nestes dois anos de gestão, nenhum problema de relacionamento com os outros poderes constituídos em Mato Grosso. Nossa relação sempre foi a melhor possível. Tanto as nossas demandas, quanto as deles têm objetivos comuns, que finalizam no bem estar da nossa população. Fica muito fácil esta relação, quando o propósito de todos é o desenvolvimento e o crescimento do Estado.

Esta transparência tem sido fundamental para que a gente continue, a partir de 2021, da mesma forma que iniciamos 2020. Temos certeza absoluta de que, independente de quem esteja à frente destes poderes, a relação não apenas continuará a mesma, como será fortalecida nos próximos dois anos.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRapaz empresta conta para depósito, some com o dinheiro e acaba preso
Próximo artigoCantora Vanusa morre aos 73 anos